Botafogo ainda acredita em milagre

Diz o velho ditado: ?sonhar não custa nada". Esse é o principal lema que os jogadores do Botafogo vão levar para o campo na partida desta quarta-feira contra o América, às 20h30, pelo Campeonato Carioca. Somente uma vitória vai manter as chances de classificação do Alvinegro. No outro jogo da rodada, o Americano, time do presidente da Federação de Futebol do Rio (Ferj), Eduardo Viana, enfrenta o Friburguense, em Campos. O Botafogo precisa vencer o América e torcer para que o Americano não derrote o Friburguense, caso contrário terá que golear seu adversário por 13 gols de diferença, eliminando assim o Fluminense. Se o time de Campos empatar, o Alvinegro será obrigado a impor cinco gols de vantagem sobre o América para eliminar o próprio Americano. O discurso do elenco é o mesmo: vencer sem pensar no Americano. Isto porque, se o Botafogo não fizer sua parte primeiro, de nada vai adiantar uma derrota do time de Campos. Mas o técnico Levir Culpi fez um alerta. O clube precisa ficar de olho na arbitragem. ?Já deveríamos estar classificados, mas os árbitros não permitiram", afirmou Levir. O treinador frisou desconhecer qualquer partida em que o Botafogo tenha sido beneficiado na competição e alertou a diretoria para o jogo do Americano. Ele teme que, caso seja necessário, o juiz ajude o time de Eduardo Viana. A preocupação de Levir tem fundamento. Nas suas últimas participações na atual competição, o Americano contou com a colaboração da arbitragem. Tanto contra o Fluminense como contra o América, o time de Campos foi favorecido pelo juiz. Em ambas as partidas, teve pênaltis duvidosos marcados a seu favor, enquanto o adversário viu gols legítimos serem anulados. Para este jogo decisivo, Levir não conta com o lateral-direito Márcio Gomes, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Seu substituto será Rafael, recuperado de um estiramento na coxa direita. Desde sua contratação do Fortaleza, o jogador só atuou alguns minutos contra o Madureira. Outro jogo - O Americano recebe o Friburguense, às 20h30, no Estádio Godofredo Cruz, em Campos, precisando apenas de uma vitória simples para garantir sua classificação à próxima fase. Porém, se quiser ser campeão, a equipe de Campos terá que golear seu adversário por oito gols de diferença, superando assim o saldo de gols do Vasco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.