Botafogo ainda tenta transferir clássico para Engenhão

O Botafogo ainda está tentando reverter a decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de transferir o clássico com o Flamengo (no dia 9 de novembro) do Engenhão para o Maracanã. Até a patrocinadora do clube, a Liquigás, entrou com uma ação contra a CBF na 5ª Vara Cível do Rio de Janeiro.O objetivo é conseguir uma liminar que mantenha a partida no estádio do Botafogo, sob alegação de que o time perdeu um mando de campo. Além disso o Botafogo entrou na última quinta-feira com um requerimento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD)."Trata-se de um pedido de mandado de garantia que tiraria o valor da decisão da CBF", explica Aníbal Rouxinol, advogado do Alvinegro. "Mesmo se a decisão do STJD vier depois do prazo de 10 dias estabelecido no regulamento do campeonato, não há problemas, pois se trata de uma exceção".Além da questão com a CBF, a diretoria do Botafogo enfrenta outro problema fora dos gramados. O atraso de salários no clube já completou dois meses. O Ministério Público determinou que o Botafogo quite os débitos ou terá de pagar multa de R$ 2 mil por funcionário por dia de atraso, a contar desta sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.