Wilton Junior/AE
Wilton Junior/AE

Botafogo arranca empate com Sport no Engenhão

Clube carioca continua sem vencer no Campeonato Brasileiro; time do Recife vive situação parecida

AE, Agencia Estado

30 de maio de 2009 | 20h45

Com boa reação no segundo tempo, o Botafogo arrancou um empate com o Sport, por 2 a 2, neste sábado, no Engenhão, depois de estar perdendo por 2 a 0. Com o resultado, o time anfitrião marcou o seu terceiro ponto na tabela do Campeonato Brasileiro. O Sport soma apenas dois.

Veja também:

linkAtlético-MG empata com Santo André no Mineirão

linkGoiás ganha primeira, e deixa Coritiba na lanterna

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

lista Brasileirão - Calendário

tabela Brasileirão - Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

O início da partida foi tenebroso para o Botafogo. Com menos de 20 minutos, a equipe carioca já perdia por 2 a 0 para os visitantes. Desordenado na defesa, os cariocas cederam perigosos contra-ataques para os pernambucanos, que aproveitaram as duas chances de gol que surgiram.

Alessandro, porém, teve chance de abrir o marcador aos cinco minutos. Ele cabeceou com perigo depois de cruzamento de Eduardo. Dois minutos depois, Weldon puxou rápido contragolpe, invadiu a área e rolou para Wilson livre, na saída de Castillo. O atacante teve apenas o trabalho de tocar para as redes vazias.

Os donos da casa bem que tentavam reagir, mas centralizavam demais o jogo, facilitando a boa marcação do Sport. As chances botafoguenses limitavam-se a chutes de longa distância e cruzamentos ineficazes na área. Aos 11 minutos, Victor Simões arriscou de fora da área e Magrão mandou para escanteio.

Pouco depois, aos 19 minutos, novo contra-ataque para o Sport. Moacir entrou rápido pela direita, Juninho cortou mal e cruzou rasteiro para Weldon, livre, marcar o segundo. Em seguida, o jogador do Botafogo tentou se redimir arriscando em cobranças de falta. Numa delas, aos 36, acertou a trave de Magrão, mas foi o único grande susto passado pelo goleiro pernambucano.

"Estamos dando os contra-ataques e nossa bola não está entrando", limitou-se a dizer um aborrecido Ney Franco, à saída para o intervalo. O técnico do time carioca procurou chacoalhar um pouco as coisas lançando o volante Leo Silva e o atacante Tony nos lugares de Teco, que jogava uma partida oficial depois de dois anos de afastamento dos gramados, e Túlio Souza.

Os novos jogadores deram um pouco mais de movimentação ao time e aos 15 minutos o Botafogo iniciou a reação, ainda que com a contribuição da arbitragem. Eduardo entrou pela esquerda e chutou cruzado. Tony, em posição de impedimento, apareceu para completar para o gol.

Com o Sport inteiramente acuado e abdicando de atacar, os cariocas foram aumentando a pressão. Aos 28, Hamilton recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, dificultando a vida dos visitantes. Aos 39, em cobrança de escanteio de Lúcio Flávio, Fahel subiu sozinho, em meio à zaga, para deixar tudo igual e garantir pelo menos o empate para o Botafogo. Ao final do jogo, o volante Leandro Guerreiro lamentou os erros da primeira etapa. "Erramos muito no primeiro tempo e isso acabou por impedir nossa vitória. Mas valeu pela luta do segundo tempo".

Na próxima rodada, o Botafogo fará um difícil clássico com o Fluminense, no domingo, no Maracanã. No mesmo dia, o Sport vai receber o Flamengo em Recife.

Ficha Técnica:

Botafogo 2 x 2 Sport

Botafogo - Castillo; Leandro Guerreiro, Juninho, Teco (Leo Silva); Alessandro (Thiaguinho), Fahel, Túlio Souza (Tony), Lucio Flavio e Wellington Júnior; Laio e Victor Simões. Técnico: Ney Franco

Sport - Magrão; César Lucena, Igor e Durval; Moacir (Juliano), Hamilton, Luciano Henrique, Sandro Goiano (Eliseu) e Dutra; Weldon (Dudé) e Wilson. Técnico: Levi Gomes (interino)

Gols - Wilson, aos 7, e Weldon, aos 19 minutos do primeiro tempo. Tony, aos 15, e Fahel, aos 39 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos - Teco, Lúcio Flávio, Juninho, Fahel, Thiaguinho (Botafogo); Moacir, Hamilton, Magrão, Juliano (Sport)

Cartão vermelho - Hamilton (Sport)

Árbitro - Jaílson Macedo Freitas (BA)

Renda - R$ 100.785,50

Público - 8.555 pagantes

Local - Estádio João Havelange, no Rio de Janeiro (RJ)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.