Botafogo ataca Remo com Leandrão

Uma vitória neste sábado sobre o Remo, às 16 horas, em Caio Martins, deixará o Botafogo bem próximo da classificação ao quadrangular decisivo da Série B do Campeonato Brasileiro. Depois da derrota para o time paraense, na última rodada, o Alvinegro carioca nem sequer pensa no empate. E o técnico Levir Culpi estuda a melhor maneira para surpreender o adversário. "Admiro o Givanildo (técnico do Remo) pelo poder de liderança. Pelo currículo que tem, é um injustiçado no futebol", disse Levir. Ao longo da semana, o treinador do Botafogo procurou confundir a equipe paraense. Até mesmo por não saber se poderia contar com o atacante Leandrão, machucado, ele testou jogadores na posição. Levir também alternou os esquemas ora adotando o 4-4-2 ora o 3-5-2. Tudo com a intenção de despistar ao máximo sobre como o Botafogo entrará em campo. Nesta sexta-feira, porém, o treinador recebeu uma boa notícia. Leandrão se recuperou bem das dores musculares e praticamente garantiu sua escalação. "Quero jogar. Foi só um susto. Meu pai tinha me dado a maior bronca porque eu corri o risco de ficar de fora de um jogo decisivo", contou Leandrão. "Não é uma dorzinha que vai me impedir de participar deste momento importante." Com a provável entrada do atleta, o meia Almir, que seria improvisado no ataque, continua com opção no banco de reservas. "Queria muito poder atuar, mas o Leandrão é um jogador importante e ainda bem que poderemos contar com ele nesta partida", disse Almir. Ao contrário do companheiro de ataque, Dill tem decepcionado os torcedores. Ele não marca um gol há dois meses. "Ele está confiante e vamos ajudá-lo a superar esta fase", prosseguiu Almir, falando em nome dos companheiros. Nesta sexta-feira, Levir elogiou a escalação do árbitro Carlos Eugênio Simon para a partida. "Com ele, espero que o Remo não faça tantas faltas como fez em Belém. Ou pelo menos, que elas sejam punidas com rigor", disse o treinador, referindo-se ao jogo da última rodada da Série B.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.