Botafogo bate Olaria e segue 100% no Carioca

No Engenhão, time de Joel Santana vence por 3 a 1; uruguaio Loco Abreu anotou duas vezes

Agência Estado

29 de janeiro de 2011 | 19h29

RIO - O início de ano do Botafogo é animador. Neste sábado, a equipe conquistou a quarta vitória em quatro rodadas do Campeonato Carioca ao superar o Olaria, por 3 a 1, no Engenhão.

 

Com a vitória, o clube permanece com 100% de aproveitamento, na liderança do Grupo B da Taça Guanabara - o primeiro turno do estadual -, agora com 12 pontos. Nos últimos três jogos, o time comandado por Joel Santana marcou 12 gols.

 

Em partida disputada sob forte sol, o Botafogo conseguiu marcar um gol logo no começo da partida, aos 13 segundos. O meia Renato Cajá recebeu na entrada da área e chutou com força, no canto direito da meta defendida pelo goleiro Renan Moura, que saltou em vão e viu a bola ''morrer'' na rede. "Entrei ligado, querendo e fui feliz", disse o autor do gol mais rápido do Carioca até agora.

 

Depois de fazer 1 a 0, o Botafogo se acomodou e relaxou. Sem apresentar um bom futebol no primeiro tempo, o time viveu de raros lampejos. Assim, o Olaria atuou melhor nos 45 minutos iniciais. Mais bem organizado, o time chegou com mais perigo, mas pecou pela falta de eficiência e não soube transformar sua superioridade em gols. A equipe também esbarrou na boa atuação do goleiro Jefferson, em grande fase, e foi para o intervalo em desvantagem.

 

O Olaria teve uma chance claríssima para empatar a partida no começo do segundo tempo. Mas Jefferson, um dos destaques do jogo, entrou em ação novamente. Ele defendeu um chute à queima-roupa do atacante Valdir e foi aplaudido de pé pela torcida. E o Botafogo fez o segundo gol pouco depois, com Loco Abreu, aos oito minutos. O uruguaio avançou pela esquerda e bateu forte contra a meta do Olaria.

 

Dois gols atrás, o Olaria foi para cima e diminuiu a vantagem do Botafogo aos dez minutos, com gol de Vinícius, e renovou a esperança de, ao menos, conseguir um empate. Mas Loco Abreu - novamente ele - esfriou a reação do time da Rua Bariri com um golaço aos 14 minutos.

 

Na saída do goleiro Renan, o jogador uruguaio deu um leve toque de cobertura, com muita categoria, e correu para festejar, garantindo a quarta vitória do Botafogo na Taça Guanabara.

 

Em outros jogos disputados neste sábado, o Duque de Caxias empatou por 3 a 3 com o Madureira, o Nova Iguaçu bateu o América por 2 a 0 e o Resende superou o Volta Redonda por 1 a 0.

 

BOTAFOGO - 3 - Jefferson; João Filipe, Antônio Carlos e Márcio Rosário (Alessandro); Lucas (Caio), Bruno Tiago, Marcelo Mattos, Renato Cajá (Marcos Vinícius) e Somália; Herrera e Loco Abreu. Técnico - Joel Santana.

OLARIA - 1 - Renan; Ivan, Thiago, Rafael e Amarildo; David, Victor, Danilo e Renan Silva; Felipe (Renato) e Valdir (Vinícius). Técnico - Luiz Antônio Ferreira.

Gols - Renato Cajá, aos 13 segundos do primeiro tempo; Lobo Abreu, aos 8, Vinícius, aos 10, e Loco Abreu, aos 14 minutos do segundo tempo; Árbitro - William de Souza Nery (RJ); Cartão amarelo - Márcio Rosário e Loco Abreu (Botafogo); Renan Silva (Olaria); Renda - não disponível; Público - 4.394 pagantes; Local - Estádio do Engenhão, no Rio (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.