Botafogo busca vitória para deixar a zona da degola

Time tenta, diante do Santos, emplacar duas vitórias seguidas pela primeira vez desde o Carioca

LEONARDO MAIA, Agencia Estado

20 de setembro de 2009 | 08h52

Depois de encerrar um jejum de 10 partidas com a vitória sobre o Atlético-Paranaense, pela Copa Sul-Americana, o Botafogo visita o Santos, neste domingo, às 18h30, na Vila Belmiro, na esperança de realizar algo que ainda não conseguiu desde o Campeonato Carioca: emplacar dois triunfos consecutivos. A partida é válida pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro e tem significado bem distintos para as equipes.

Veja também:

link São Paulo pega o Santo André de olho na ponta provisória

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Com apenas 24 pontos, o time alvinegro carioca tenta escapar do rebaixamento, enquanto os santistas, que somam 35, ainda alimentam sonhos de alcançar as quatro primeiras colocações e uma vaga na Copa Libertadores.

"Ainda não tivemos uma sequência de vitórias no Brasileiro e precisamos disso para sair da zona de rebaixamento e não voltarmos mais", comentou o lateral-direito Alessandro. "O resultado positivo na Sul-Americana também foi fundamental para fortalecer o trabalho do (técnico) Estevam Soares, que estava merecendo".

Apesar de elogiar seu comandante, Alessandro é um dos que está sob risco de perder a posição de titular. Perseguido pela torcida, o jogador deve ceder lugar a Thiaguinho.

Estevam promove apenas mais uma mudança na equipe que derrotou os paranaenses, no meio de semana. O goleiro uruguaio Castillo, que falhou em dois gols e só atuou porque Jefferson não estava regularizado na competição sul-americana, deve voltar ao banco. O jovem Gabriel, com sua boa apresentação, ganhou a posição de ala esquerdo e continua no time principal.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.