Satiro Sodre/Divulgação
Satiro Sodre/Divulgação

Botafogo busca vitória para ficar perto da Libertadores

Oswaldo de Oliveira pediu aos mais experientes que ajudem a 'segurar' a partida no início

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 08h34

RIO - O Botafogo tem um objetivo claro no jogo desta quinta-feira, às 21 horas, contra o Vitória, no estádio Barradão, em Salvador. Ganhar mais três pontos e assim praticamente assegurar a sua posição entre os quatro melhores do Campeonato Brasileiro, após a 29.ª rodada, o que lhe asseguraria uma vaga na Copa Libertadores de 2014. Foi esse o ponto mais destacado nas últimas reuniões do técnico Oswaldo de Oliveira com os atletas. O time tem 49 pontos e ainda sonha timidamente com o título, embora o discurso no Botafogo seja o de garantir a presença na Libertadores. O clube alvinegro carioca vai poder contar novamente com Seedorf, que tem alternado boas e más atuações e acusado por um desgaste físico acentuado.

"Há duas rodadas pensávamos menos do que agora, mas há dez rodadas pensávamos muito mais. Temos que pensar jogo a jogo e nos inspirar a cada obstáculo. Claro que hoje estamos mais perto da Libertadores do que de título, mas nada impede que isso possa mudar", comentou Oswaldo de Oliveira. Para o treinador, o time tem de aproveitar eventuais falhas do Vitória para tentar o gol e necessita ser forte na marcação, evitando surpresas. Ele acredita que o time baiano, com 40 pontos, e também na briga por um lugar na Libertadores, vai começar a partida a todo vapor, com o apoio de sua torcida, pressionando o Botafogo em busca de uma vantagem no primeiro tempo.

Para evitar que esse ímpeto do adversário seja decisivo, Oswaldo de Oliveira pediu aos mais experientes que ajudem a "segurar" a partida no início, sem esquecer de tentar sair rapidamente nos contra-ataques. O local do jogo, pelo menos no retrospecto, não favorece o Botafogo. Nos oito confrontos entre os dois clubes no Barradão até agora, o time da casa venceu seis vezes, houve um empate e os cariocas ganharam apenas uma vez.

Oswaldo de Oliveira nutre apenas uma dúvida na equipe. O uruguaio Lodeiro chega da seleção nacional a Salvador horas antes do apito inicial, mas o técnico quer utilizá-lo. "Ele não jogou pelo Uruguai na terça. Provavelmente vai iniciar a partida, mas ainda não resolvi no lugar de quem", disse. A escolha óbvia seria o garoto Gegê.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.