Botafogo conta com Renato para assegurar a liderança

Um dos principais líderes do elenco botafoguense desde que chegou ao clube, ainda em 2011, o volante Renato passou de protagonista a coadjuvante nesta temporada. Neste domingo, o jogador de 34 anos vai voltar ao time titular do Botafogo, contra o Grêmio, a partir das 16 horas, em Porto Alegre. Ele entra no lugar do jovem Gabriel, suspenso após levar o terceiro cartão amarelo no último jogo.

AE, Agência Estado

14 de julho de 2013 | 09h06

Se vencer, o Botafogo terminará mais uma rodada na liderança do Campeonato Brasileiro. E, segundo o técnico Oswaldo de Oliveira, o time vai entrar em campo mais uma vez em busca dos três pontos, mesmo que seja na casa do adversário. "Vamos jogar sempre para ganhar. Nunca vou entrar pensando em empatar. Posso admitir que tenho um jogo mais difícil pela frente, com menos possibilidades de conseguir o meu objetivo", disse o comandante botafoguense. "Com cautela, mas ousados."

O goleiro e capitão Jefferson também espera duelo difícil. "Quase um Brasil x Argentina", definiu, ao comentar sobre o jogo deste domingo do Botafogo. "O Grêmio é um dos times que marca mais forte no Brasileiro. Quem quer ser campeão precisa passar por isso, respeitando o adversário, mas em busca da vitória. Eles marcam muito forte e precisamos ter paciência."

O goleiro elogiou o argentino Barcos, que marcou seis gols em quatro jogos contra o Botafogo em 2012, ainda com a camisa do Palmeiras. "Ele é um atacante chato dentro de campo, muito habilidoso, que não vive um grande momento. Mas é preciso estar esperto e atento, pois com qualquer bobeira ele coloca a bola para dentro", avisou Jefferson.

Oswaldo de Oliveira também não poupou elogios ao rival. "O Grêmio é um time excepcional, temos de ter muito cuidado. Tem um potencial ofensivo excelente. Não é qualquer time no mundo que tem um goleiro como o Dida. É um sério candidato ao título", avisou o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.