Botafogo contabiliza prejuízos após derrota no clássico

O Botafogo contabilizou prejuízos por causa do clássico com o Flamengo, no Engenhão, neste domingo. E não se trata apenas da derrota por 1 a 0, que levou o time de volta à zona de rebaixamento, na 18.ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 32 pontos.

AE, Agencia Estado

26 de outubro de 2009 | 20h45

O público de 25.192 pagantes gerou uma renda de R$ 656.242,00, muito menor do que seria angariado caso a partida fosse realizada no Maracanã. Além disso, assentos foram quebrados pela torcida rubro-negra e alguns banheiros avariados. Os custos dos atos de vandalismo ainda não foram definidos.

"Uma empresa está avaliando os prejuízos para termos o valor exato", disse o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção. "Depois vamos tomar as medidas que o departamento jurídico indicar."

A violência fora do estádio e os cambistas podem ser a razão pela qual o público presente foi inferior ao pagante. Apenas 22.727 torcedores compareceram ao Engenhão. "Alguns ingressos ficaram na mão de cambistas. Além disso, os torcedores que se envolveram em confrontos com a polícia foram impedidos de entrar. Isso explica essa diferença", argumentou Renato Blaute, diretor executivo e financeiro do Botafogo.

Como o clube tem um seguro que cobre gastos de até R$ 100 mil com a depredação do estádio, a diretoria botafoguense não deve acionar os rubro-negros, como ocorreu quando a torcida do Fluminense provocou grande quebra-quebra no Engenhão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.