Botafogo contesta alteração do local do jogo contra Fla

Em nota oficial, o presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, contestou a alteração do local do clássico contra o Flamengo, válido pela 34ª roda do Campeonato Brasileiro. A partida, com mando de campo do Botafogo, estava inicialmente marcada para o Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, mas foi transferida para o Estádio do Maracanã por motivos de segurança.Para Bebeto de Freitas, a mudança não tem justificativa. "E qual o motivo do Maracanã ter toda a suposta condição ideal, se no último clássico lá realizado, entre o próprio Flamengo, contra o Vasco, várias brigas e conflitos aconteceram nos seus arredores?", contestou.Bebeto de Freitas também exigiu o ressarcimento pelos prejuízos ocasionados pela alteração. "o Botafogo não aceita, não quer e nem vai trabalhar com a empresa de ingressos do Maracanã, a BWA. O Botafogo tem um contrato com o Ticketmaster e, se quebrado em algum jogo, ocasiona uma multa", revela a nota. "No João Havelange, o clube possui direitos de publicidade, venda de camarotes, contratos de vendas para o setor Visa do estádio e recebe pela concessão de prestação de serviços dentro de estádio."A nota divulgada no site oficial do clube também indica um possível favorecimento ao Flamengo, que luta pelo título do Brasileirão. "Desde antes da partida contra o Fluminense, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro já tentou fazer a mesma manobra para favorecer o Fluminense, que luta contra o rebaixamento."O jogo entre Botafogo e Flamengo, marcado para o dia 9 de novembro, poderá ser decisivo para as pretensões das duas equipes. Com 55 pontos, o Flamengo está a apenas quatro do líder Grêmio, enquanto o Botafogo, com 49, tem apenas seis pontos de desvantagem do rival, que está na zona de classificação para a Libertadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.