Vítor Silva/SSPress
Vítor Silva/SSPress

Botafogo demite 17 jogadores, técnico e diretor de futebol

Diretoria também confirma a demissão do técnico Vagner Mancini e seus auxiliares, assim como do gerente de futebol Wilson Gottardo

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2014 | 19h37

A nova diretoria do Botafogo anunciou nesta quarta-feira mudanças radicais no futebol do clube. Foi confirmada a demissão do técnico Vagner Mancini e seus auxiliares, assim como do gerente de futebol Wilson Gottardo. Além disso, houve a dispensa de 17 jogadores do elenco, entre eles o meia Carlos Alberto.

A reformulação foi a primeira grande medida da gestão do recém-empossado presidente Carlos Eduardo Pereira no comando do clube, anunciada três dias depois do término da péssima campanha do Botafogo na Campeonato Brasileiro deste ano, que culminou no rebaixamento para a Série B.

O Botafogo vive uma crise financeira e atualmente tem todas as suas receitas bloqueadas pela Justiça. Estima-se que a dívida total do clube esteja em R$ 750 milhões. Por isso mesmo, o novo presidente já revelou que o investimento no time para 2015 será contido.

Todos os atletas na lista de dispensa têm contrato até o fim deste ano, sendo que a diretoria optou por não renovar os vínculos. Os jogadores são: Alex, Anderson, Bruno Corrêa, Bolatti, Carlos Alberto, Ferreira, Hygor, Junior Cesar, Mario Risso, Maicon, Ramírez, Rogério, Rodrigo Souto, Ronny, Wallyson, Yguinho e Zeballos.

Em nota, o clube agradeceu ao empenho de Vagner Mancini e seus auxiliares na fatídica temporada, que culminou com o rebaixamento. Além do trabalho como técnico, ele, ao lado de Wilson Gottardo, exerceu importante papel fora de campo, a fim de blindar os jogadores da crise administrativa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.