Botafogo derruba o Santos na Vila e mantém perseguição ao Cruzeiro

Equipe carioca ganha por 2 a 1, chega aos 42 pontos e continua a quatro do rival de Minas

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

15 de setembro de 2013 | 20h36

SÃO PAULO - O Cruzeiro faz de tudo para desgarrar na liderança do Campeonato Brasileiro, mas o Botafogo não deixa. Neste domingo a equipe carioca foi à Vila Belmiro, aproveitou o cansaço do time do Santos, e venceu por 2 a 1, com dois gols de Elias. A distância para os mineiros, assim, segue sendo de quatro pontos. Com a vitória, a quarta seguida no Brasileirão, o Botafogo chegou aos 42 pontos, contra 46 do Cruzeiro. Os dois times fazem duelo direto pelo título na próxima quarta-feira, no Mineirão, pela 22ª rodada. Já o Santos, que fez quatro jogos em nove dias, termina a sequência com seis pontos conquistados em 12 jogados. Assim, fica com 28 na tabela, em nono. São sete pontos para chegar ao G4 e apenas quatro de folga para a zona de rebaixamento. Quarta os santistas visitam o Grêmio.

A derrota deste domingo encerra uma série de mais de um ano sem perder na Vila Belmiro. Até então, a equipe estava imbatível no seu estádio desde 29 de agosto do ano passado. Neste meio tempo, perdeu dois jogos como mandante, ambos no Pacaembu.

O JOGO

Cansado, o Santos entrou em campo com três alterações com relação à equipe que perdeu do Flamengo, com Leandrinho, Edu Dracena e Gabriel no time titular. Sem Lodeiro, Oswaldo de Oliveira colocou Hyuri para começar a partida. Mas seria Elias o homem do jogo. O primeiro bom lance da partida já foi dele. Aos 5 minutos, o atacante arriscou de longe e Aranha foi de manchete para defender. A resposta veio em cabeceio de Leandrinho, que Jefferson pegou no alto. O lance acordou o Santos, que passou a criar mais. Aos 8, Thiago Ribeiro chegou um mínimo atrasado e não conseguiu completar cruzamento de Cicinho. Aos 14, o incrível. Novo levantamento do lateral, dessa vez para Thiago se consagrar. O atacante, sozinho, pegou de primeiro, de peito de pé, e mandou para longe.

Centroavante tem que fazer gol e Elias sabe disso. Aos 38, Julio Cesar cruzou, Rafael Marques desviou, Aranha fez a defesa parcial, mas Elias estava atento ao rebote para abrir o placar. O Santos tentou reagir no começo da etapa final, mas logo levou o segundo. Aos 11, Hyuri recebeu de Renato na direita e cruzou na medida para Elias, que se antecipou a Edu Dracena e fez 2 a 0. A sorte do Santos é que um chute preciso de Cícero, aos 21, de longe, no ângulo, diminuiu a vantagem botafoguense e recolocou os donos da casa no jogo. Mas quem chegou mais perto de fazer mais um gol foi o Botafogo, com Edílson, que bateu falta no travessão.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X 2 BOTAFOGO

SANTOS - Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Durval e Mena; Alison (Arouca), Renato Abreu (Neilton), Leandrinho (Everton Costa) e Cícero; Thiago Ribeiro e Gabriel. Técnico - Claudinei Oliveira.

BOTAFOGO - Jefferson; Edílson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Renato, Seedorf, Hyuri (Octávio) e Rafael Marques; Elias (Gegê). Técnico - Oswaldo de Oliveira.

GOLS - Elias, aos 38 minutos do primeiro tempo; Elias, aos 11, e Cícero, aos 21 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - André Luiz de Freitas Castro (GO).

CARTÕES AMARELOS - Mena, Alison, Dória, Seedorf e Hyuri.

RENDA - R$ 178.707,00.

PÚBLICO - 11.301 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCBotafogoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.