Botafogo discute prêmio pelo título

Com a vaga na final, o Botafogo também passou a faturar mais. Conseqüentemente, os jogadores adquiriram fama e também reivindicam prêmios por resultados obtidos durante a competição. A definição do bicho em caso de conquista do título, porém, só será discutida neste sábado, na concentração, num hotel da cidade, onde o time ficará isolado em regime integral até o momento da decisão, domingo, no estádio Santa Cruz."Na minha opinião, no mínimo deveríamos ganhar R$ 50 mil cada um pelo título", disse o lateral-esquerdo Jadílson, o mais otimista na reivindicação. Os demais jogadores, no entanto, preferem dialogar com o presidente Ricardo Christiano Ribeiro e não citam abertamente a expectativa. "A final é mais uma um vitrine e está nos valorizando", comenta Jadílson, que, ao contrário de muitos que dizem ter recebido R$ 5 mil para chegar às semifinais, garante que faturou R$ 3,7 mil. Para eliminar a Ponte Preta, cada um receberá R$ 15 mil.O técnico Lori Sandri prefere não participar diretamente da negociação com a diretoria. "Mas entro no meio, para dar um parâmetro aos jogadores, para equalizar a situação", explica Sandri. Ele tem uma opinião: no mínimo é preciso dobrar a premiação da semifinal, ou seja, R$ 30 mil. "Tenho que administrar a premiação com o grupo, para que não tenha influência em campo." Para o zagueiro Rogério, até agora está ocorrendo consenso entre jogadores e dirigentes, por isso não demonstrou tanto preocupação."Falar em dinheiro é difícil e só decido em cima da hora", avisou Ribeiro. "Foi assim contra a Ponte Preta, quando chegamos a um acordo na véspera da partida." Ribeiro garantiu que senta amanhã para negociar. O Botafogo, durante a primeira fase, arrecadou R$ 60 mil por jogo (a cota da Federação Paulista de Futebol). Cada ponto valeu um bicho de R$ 100,00 - até agora foram 30 pontos.Nas semifinais, o valor da cota subiu para R$ 500 mil. Para a decisão, mais R$ 750 mil. O clube já garantiu mais R$ 1 milhão pelo vice, no mínimo. Se for o campeão, faturará mais R$ 3 milhões. Um bom dinheiro para quem deve mais de R$ 17 milhões. Mas os jogadores não querem ser esquecidos. "Com certeza, seremos reconhecidos", disse o capitão Douglas. Os astros Leandro e Luciano Ratinho, por exemplo, ganham R$ 2 mil cada. Chris espera um reconhecimento, mas jamais o prêmio atingirá o que o ex-clube escocês, o Glasgow Rangers paga. "Para a Copa da Uefa, o bicho era de US$ 25 mil."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.