Botafogo e Americano disputam vaga no Engenhão

Time do técnico Ney Franco precisa reverter o placar de 2 a 1 do primeiro jogo; domingo tem a Taça Rio

AE, Agencia Estado

16 de abril de 2009 | 07h57

O Botafogo gostaria muito de estar plenamente voltado para a final da Taça Rio contra o Flamengo, no próximo domingo. Apesar da decisão já ocupar a mente dos jogadores, a equipe terá de encontrar concentração suficiente para derrotar o Americano, nesta quinta-feira, às 19h30, no Engenhão, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil.

Veja também:

link Fluminense pega o Águia no Pará e quer vaga antecipada

tabela Copa do Brasil - Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

No primeiro confronto, na semana passada, em Campos, o Americano venceu por 2 a 1 e tem a vantagem do empate para avançar na competição. Aos botafoguenses, só resta vencer por 1 a 0 ou por dois gols de diferença. A repetição do placar, desta vez a favor do time de General Severiano, leva a decisão da vaga para os pênaltis.

O técnico Ney Franco confia que a goleada por 4 a 0 sobre o Vasco, na semifinal do returno do Estadual, recuperou a confiança do time em seu futebol, principalmente de seu trio ofensivo. Maicosuel, Reinaldo e Victor Simões tiveram atuação ruim na primeira partida contra os campistas, mas foram destaque contra os vascaínos.

Ao longo da semana, Ney treinou a mesma formação que bateu os cruzmaltinos, com Fahel atuando na zaga no lugar do contundido Emerson. Léo Silva, assim, ganha nova oportunidade no meio-de-campo. O jogador vem oscilando boas e más performances e depois de começar o ano como titular passou a frequentar o banco de reservas. Thiaguinho, que deixou a partida contra o Vasco sentindo dores musculares, treinou sem restrições e está confirmado para o compromisso desta quinta.

Ney Franco espera uma partida difícil, na qual o adversário - que arrancou um empate por 2 a 2, no Engenhão, pelo Campeonato Carioca - jogará ainda mais retrancado em razão da vantagem que possui. "O time do Americano tem qualidade. Tem bons laterais e virá jogando fechado. Será um jogo de paciência, temos que entrar em campo muito concentrados. Essa classificação é crucial para nós", disse o comandante alvinegro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.