Botafogo e Figueirense empatam por 1 a 1

Na estréia do técnico Mauro Galvão, o Botafogo não saiu do empate com o Figueirense, por 1 a 1, neste sábado, em Caio Martins, e segue sem vencer no Campeonato Brasileiro. Com esse resultado, o clube carioca ainda ocupa a zona de rebaixamento, totalizando 4 pontos em sete partidas disputadas. Já os catarinenses perderam a chance de ultrapassar o São Paulo e assumir a liderança - estão agora com 13 pontos.O Botafogo começou muito bem o jogo. Aos 5 minutos, Almir recebeu bom passe de Camacho, mas chutou em cima do goleiro Édson Bastos. Um minuto depois, Luizão cabeceou, livre de marcação, e quase fez o primeiro gol da partida. O Figueirense se limitou a valorizar a posse de bola e tentou explorar a velocidade do atacante Izaías, mas faltou criatividade ao setor de meio-de-campo.Aos 20 minutos, o experiente meia Sérgio Manoel arriscou chute de fora da área e o goleiro Max fez boa defesa. Esta foi a única oportunidade do time catarinense na primeira etapa. Do outro lado, Édson Bastos evitava os gols do Botafogo, principalmente nos chutes de Sandro e Camacho.Mas, aos 37 minutos, o Botafogo foi premiado pelo melhor futebol. O lateral-esquerdo Daniel foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Luizão cobrou e fez 1 a 0. No intervalo, o técnico Dorival Júnior melhorou o posicionamento dos jogadores do Figueirense. E logo surtiu resultado. Aos 3 minutos, Izaías acertou um belo chute de longa distância, indefensável para o goleiro Max, e empatou - a bola ainda bateu na trave antes de entrar. Marcando melhor, o Figueirense conseguiu segurar a reação do Botafogo. Aos 15 minutos, Luizão ainda teve uma boa chance para os cariocas, mas o goleiro Édson Bastos defendeu com os pés.Irritado com o time, Mauro Galvão tentou mudar alguma coisa. Tirou o volante Carlos Alberto e o meia Camacho para colocar os atacantes Têti e Fábio. Mas as substituições não surtiram efeito. No fim do jogo, a torcida do Botafogo hostilizou o presidente Bebeto de Freitas e alguns dos torcedores tentaram agredir os jogadores. Triste cena para o Botafogo, que, no ano do seu centenário, ainda não venceu no Brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.