Ricardo Moraes/Reuters
Ricardo Moraes/Reuters

Botafogo e Internacional empatam e ficam longe do G4

Placar de 1 a 1 no Engenhão deixa times distantes da zona de classificação para a Copa Libertadores

O Estado de S. Paulo

13 de setembro de 2012 | 23h25

RIO - Em resultado ruim para as duas equipes, Botafogo e Internacional empataram por 1 a 1, nesta quinta-feira, no Engenhão, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O empate frustrou ambos, que tentavam ficar mais perto do G4, já que os quatro primeiros da tabela de classificação venceram na rodada. O clube gaúcho abriu o placar, mas o carioca, com muita vontade, conseguiu a igualdade.

As duas equipes entraram em campo com desfalques importantes. O Botafogo não teve o holandês Seedorf, vetado antes do jogo. Já a equipe gaúcha jogou sem Dagoberto, que sequer viajou ao Rio de Janeiro, e o uruguaio Diego Forlán entrou apenas na segunda etapa, depois de jogar os 90 minutos da última partida do Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014.

Com o resultado, o Botafogo se manteve em 5.º lugar, com 38 pontos. Mas a distância para o Vasco, que era de apenas dois pontos, passou para quatro. O Internacional também manteve a sétima posição, agora com 36 pontos. No domingo, pela 25.ª rodada, o time carioca enfrenta a Ponte Preta, em Campinas, e o gaúcho encara o Sport, em Porto Alegre.

As duas equipes deixaram o campo com queixas com a arbitragem do goiano Elmo Alves Resende Cunha. O Botafogo pediu pênalti não marcado em Elkeson e o time colorado teve um gol de Forlán anulado por impedimento.

O JOGO - Com marcação forte e pouca criatividade dos dois lados, Botafogo e Internacional fizeram um primeiro tempo de poucas chances. A partir da metade da etapa inicial, no entanto, o time colorado começou a jogar um pouco melhor que o rival.

Aos 29 minutos, em contra-ataque rápido, Cassiano avançou em velocidade, deixando o lateral-esquerdo botafoguense Márcio Azevedo para trás. O atacante cruzou, Leandro Damião deixou a bola passar e D''Alessandro, de primeira, bateu por cima do gol de Jefferson. O meia argentino entrou livre na área, mas pegou mal na bola.

O segundo tempo só esquentou a partir dos 20 minutos. O jogo melhorou e o Botafogo começou a chegar mais à área do Internacional. Mas, em um rápido contra-ataque, Leandro Damião abriu o placar. Muriel cobrou tiro de meta para Fred e a jovem revelação lançou o centroavante, que tocou rasteiro na saída de Jefferson. Os jogadores do time carioca pediram impedimento, mas o atacante estava em posição legal.

O Botafogo não se abateu e Cidinho empatou aos 31 minutos. Jeferson fez ótimo cruzamento, pela esquerda, e o jovem meia, que havia entrado no lugar de Fellype Gabriel, teve tranquilidade para dominar a bola e bater no canto, sem chance para Muriel.

Aos 38 minutos, Elton agarrou dentro da área a camisa de Elkeson, que caiu. O árbitro não deu pênalti, o meia-atacante reclamou muito e levou cartão amarelo. Como foi o terceiro, está suspenso para o próximo jogo. Forlán ainda teve um gol anulado aos 40. Em lance polêmico, o uruguaio recebeu passe na pequena área e tocou para o gol, mas o árbitro marcou impedimento.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 x 1 INTERNACIONAL

BOTAFOGO - Jefferson; Lucas, Fábio Ferreira, Dória e Márcio Azevedo; Jadson (Jeferson), Gabriel, Lodeiro (Sassá), Andrezinho e Fellype Gabriel (Cidinho); Elkeson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

INTERNACIONAL - Muriel; Edson Ratinho, Rodrigo Moledo, Índio e Zé Mário (Lucas Lima); Elton, Guiñazu, Fred (Jackson) e D''Alessandro; Cassiano (Diego Forlán) e Leandro Damião. Técnico: Fernandão.

GOLS - Leandro Damião, aos 23, e Cidinho, aos 31 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Elkeson (Botafogo); Elton e D'Alessandro (Internacional).

ÁRBITRO - Elmo Alves Resende Cunha (GO).

RENDA - R$ 183.895,00.

PÚBLICO - 9.148 pagantes.

LOCAL - Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBotafogoInter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.