Botafogo e Ituano empatam e seguem na luta pela classificação no Paulistão

Se o objetivo de Botafogo e Ituano era somar pontos para garantir uma vaga no Campeonato Brasileiro da Série D, o empate sem gols, nesta terça-feira, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP), foi decepcionante. Em termos numéricos, o time tricolor se manteve na vice-liderança do Grupo C, com 16 pontos, cinco na frente da Portuguesa, que perdeu do Corinthians, mas tem um jogo a menos.

Estadão Conteúdo

24 Março 2015 | 21h41

Já a equipe de Itu, atual campeã paulista, continua em quarto lugar no Grupo B, agora com 15 pontos, igual ao Red Bull Brasil e dois a menos do que o Mogi Mirim. Ambos ainda vão atuar nesta 12.ª rodada.

Este foi o quarto empate do Botafogo em casa, onde antes tinha se igualado contra Audax, Ponte Preta e São Bento, todos por 1 a 1. E tentava a reabilitação da derrota para o Red Bull Brasil por 1 a 0, em Campinas. O Ituano vinha de empate sem gols com o Linense, em Itu.

O primeiro tempo foi de forte marcação, com o jogo truncado no setor de meio de campo e com os ataques produzindo muito pouco. A melhor chance de gol aconteceu somente aos 43 minutos, depois que Zé Roberto levantou uma falta na área e Henrique Santos desviou de cabeça. O goleiro Fábio caiu no chão e defendeu, sem dar rebote.

No início do segundo tempo, o Botafogo, do técnico Mazola Júnior, voltou com dois novos atacantes: Diogo Campos e Isac. Eles entraram, respectivamente, nos lugares de Henrique Santos e Dênis. Apesar do maior volume de jogo, o time da casa pouco criou. A melhor chance saiu em um lance por acaso. Após cruzamento do lado esquerdo, o zagueiro Halisson desviou com o joelho e Fábio rebateu, em uma grande defesa.

Do outro lado, o técnico Tarcísio Pugliese demorou para mudar no Ituano, praticamente colocando seus três reservas na parte final do jogo para ganhar mais fôlego. O objetivo era encaixar um contra-ataque. Mas ele não aconteceu e o zero não saiu do placar.

Pela 13.ª rodada, neste sábado, o Botafogo vai sair diante do São Bernardo, às 16 horas. No mesmo dia e horário, o Ituano vai receber a Portuguesa, que briga com o time de Ribeirão Preto pela segunda vaga no Grupo C.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 x 0 ITUANO

BOTAFOGO - Renan Rocha; Gimenez, Eli Sabiá, Halisson e Augusto Ramos; André Rocha, Bruno Costa, Rodrigo Andrade e Zé Roberto (Wesley); Dênis (Diogo Campos) e Henrique Santos (Isac). Técnico: Mazola Júnior.

ITUANO - Diego Neto; Pacheco, Leonardo Luis, Naylhor e Peri; Josa, Walfrido, Cristian (Zé Carlos) e Clayson (Ricardinho); Ronaldo e Claudinho (Misael). Técnico: Tarcísio Pugliese.

CARTÕES AMARELOS - Gimenez, Henrique Santos, André Rocha, Augusto Ramos e Bruno Costa (Botafogo); Peri, Misael e Fábio (Ituano).

ÁRBITRO - Rodrigo Guarizo do Amaral.

RENDA - R$ 77.060,00.

PÚBLICO - 2.977 pagantes.

LOCAL - Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP).

Mais conteúdo sobre:
futebol Paulistão Botafogo Ituano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.