Botafogo e Vasco voltam a se enfrentar pelo Brasileirão após quatro anos

Alvinegros cariocas brigam por vaga no G6; Jair Ventura conta com o retorno de Camilo após se recuperar de lesão

Estadão Conteúdo

21 de junho de 2017 | 07h26

Donos de grande rivalidade e com a mesma pontuação na tabela de classificação, Botafogo e Vasco entram em campo nesta quarta-feira de olho nas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro. O confronto válido pela nona rodada acontece às 21 horas no estádio do Engenhão, no Rio, e não é realizado há quatro anos pela competição nacional. Na última vez, em outubro de 2013, empate em 2 a 2.

Após sofrer com um jejum de quatro jogos, com três empates e uma derrota, o Botafogo conseguiu voltar a vencer ao bater a Chapecoense fora de casa, por 2 a 0. O resultado levou a equipe aos 12 pontos, na sétima colocação.

Já no clássico, os botafoguenses contam com o fator casa para fazer a diferença. Por mais que se trate de um duelo regional, 90% dos ingressos são destinados ao clube, enquanto que 10% ficam com os cruzmaltinos. No Engenhão, a equipe defende ainda uma rivalidade no Brasileirão deste ano, com duas vitórias e um empate.

Se antes sofria com a grande quantidade de atletas no departamento médico, o técnico Jair Ventura passa a ter mais opções para escalar a equipe. Para o confronto, o comandante tem à disposição os meias Leandrinho e Camilo, que estavam machucados, além do goleiro Jefferson, que volta a ser relacionado após mais de um ano se recuperando de lesão e inicia a partida no banco de reservas.

O volante Rodrigo Lindoso ressaltou a força do elenco. "A gente supriu a ausência desses atletas quando estavam machucados e agora é importante poder contar com eles. Se vai colocar ou não em campo isso já é com o Jair. É bom também olhar para o banco e ver jogadores de qualidade para somar. O Botafogo só tem a crescer com o retorno desses atletas, uma dor de cabeça boa para o treinador. É bom, agradecemos o elenco mais forte", disse.

Do outro lado, o Vasco chega para o duelo embalado pela vitória por 1 a 0 contra o Avaí em sua última apresentação. Assim como o Botafogo, os vascaínos possuem 12 pontos, mas estão na sexta posição por ter um triunfo a mais (4 a 3).

Além de tentar se distanciar do rival e subir posições na tabela de classificação, o time cruzmaltino defende uma invencibilidade de 10 partidas sem perder para o adversário. Para isso, o treinador Milton Mendes relacionou 24 jogadores e, desta maneira, precisará cortar alguém do banco de reservas.

A dúvida na escalação está por conta da lesão de Jean. Milton Mendes, contudo, espera contar com o volante. Por outro lado, o atacante colombiano Manga Escobar, com lesão muscular na coxa, foi cortado e será desfalque.

O atacante Luis Fabiano descartou favoritismo em campo. "A expectativa é muito grande. É uma ótima oportunidade de conquistarmos os primeiros pontos fora de casa. Clássico não tem favorito, tudo pode acontecer, se define em detalhes. Estamos muito motivados para essa partida. A vitória só nos traz coisas boas. Podemos ficar até em terceiro, ganhamos os pontos e muita confiança para o restante do campeonato. Estamos preparados e vamos fazer um grande jogo", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.