Botafogo em busca de um empate no Sul

O Botafogo não tem muitas pretensões no Campeonato Brasileiro e vai tentar buscar um empate neste domingo em Porto Alegre (RS), onde enfrenta o Internacional às 16 horas pela primeira rodada da competição. O técnico Paulo César Gusmão até que tem demonstrado paciência com os erros seguidos da equipe. No último treino coletivo da semana, sexta-feira, interrompeu a atividade várias vezes para corrigi-los. Depois, disse que "as coisas vão-se acertando aos poucos". Assim esperam os torcedores e o presidente do clube, Bebeto de Freitas, todos de olho na eleição presidencial deste ano no clube, já marcada por uma campanha deflagrada por Carlos Augusto Montenegro, diretor do Ibope e ex-presidente do Botafogo. Paulo César Gusmão não quer que os jogadores se deixem envolver pela disputa política. Ao mesmo tempo, defende os interesses do grupo, exigindo o pagamento dos salários em dia. Mas o clima eleitoral e até mesmo algum atraso salarial não podem servir de desculpas para eventual fracasso do time no Brasileiro. O elenco é fraco e os reforços do Botafogo para a temporada vieram do interior do Rio. Dois deles estréiam: os meias Gláuber e Jonílson, vice-campeões cariocas pelo Volta Redonda. O atacante Marcelinho, contratado ao Cabofriense, pode jogar ao lado de Alex Alves. No mais, o Botafogo traz a base da equipe quase rebaixada em 2004.

Agencia Estado,

24 Abril 2005 | 12h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.