Vítor Silva/SSPress/Botafogo
Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Botafogo empata com Madureira e enfrentará o Fla na semifinal da Taça Guanabara

Alvinegro enfrenta o rival rubro-negro após ficar em segundo lugar no Grupo C, atrás do Boavista

Estadão Conteúdo

03 de fevereiro de 2018 | 21h38

Alvo de protestos durante toda a partida, o Botafogo carimbou a classificação para a semifinal da Taça Guanabara ao empatar sem gols diante do Madureira, neste sábado à noite, no Engenhão. O seu adversário na próxima fase do Campeonato Carioca será o Flamengo.

+ TEMPO REAL - Botafogo 0 x 0 Madureira

+ Fluminense supera Macaé com gol no fim, mas dá adeus à Taça Guanabara

O Botafogo ficou na vice-liderança do Grupo C, com nove pontos, mesma pontuação do Boavista, primeiro colocado, que levou a melhor nos critérios de desempate (3 a 2 vitórias). Pelo Grupo B, o Flamengo já confirmou a liderança.

O time da casa esteve irreconhecível nos primeiros 45 minutos diante do Madureira. O time comandado pelo técnico Felipe Conceição não conseguiu se encontrar em campo e sofreu para não sair atrás do placar contra o até então lanterna do Grupo C. Faltou poder ofensivo ao time botafoguense, que não criou nenhuma chance real de gol.

O Madureira desperdiçou grande oportunidade de abrir o placar aos 36 minutos. Souza tabelou com Igor Catatu e cabeceou pela linha de fundo. A melhor chance, porém, foi com Thiago Medeiro, que chutou de longe e mandou rente à trave de Jefferson.

Debaixo de muitas vaias, o Botafogo voltou um pouco melhor para a etapa complementar. Leo Valencia arriscou de longe para defesa de Douglas. O jogo, porém, continuou fraco tecnicamente, pior para o técnico Felipe Conceição, alvo de críticas da torcida após substituir Brenner por Kieza.

O Botafogo conseguiu levantar a torcida apenas aos 40 minutos. Em cobrança de escanteio, Dudu Cearense apareceu livre de marcação e cabeceou no travessão. Até então, nenhum atacante da equipe tinha finalizado ao gol, provando a falta de poder ofensivo do time.

No minuto seguinte, o atacante Souza, do Madureira e ex-Vasco e Flamengo, xingado com frequência pela torcida do Botafogo, foi substituído e provocou os botafoguenses ao fazer um gesto em alusão ao chororô que o time era acusado de protagonizar no passado, principalmente em 2008, quando era comandado pelo técnico Cuca.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 X 0 MADUREIRA

BOTAFOGO - Jefferson; Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes (Dudu Cearense), João Paulo, Leonardo Valencia (Renatinho) e Luiz Fernando; Rodrigo Pimpão e Brenner (Kieza). Técnico: Felipe Conceição.

MADUREIRA - Douglas; Filippe Formiga, João Carlos, Edmário e Renan; William, Thiago Medeiros, Luciano Naninho (Rezende) e Douglas Lima (Keven); Igor Catatau e Souza (João Carlos). Técnico: Djair.

ÁRBITRO - Rodrigo Nunes de Sá.

CARTÕES AMARELOS - Leonardo Valencia (Botafogo); William (Madureira).

RENDA - R$ 68.730,00.

PÚBLICO - 3.285 pagantes.

LOCAL - Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.