Botafogo empata e é eliminado

Depois de estar vencendo por dois gols de vantagem, o Botafogo foi eliminado do Campeonato Carioca ao empatar, por 3 a 3, com a Cabofriense, hoje à noite, no Maracanã. Com o resultado, o Vasco que venceu o Olaria foi o maior beneficiado e ficou com a segunda vaga do grupo A à semifinal da Taça Rio. No sábado, os vascaínos enfrentarão o Fluminense. O primeiro colocado da chave A foi o Volta Redonda, que realiza a outra partida contra o Flamengo, na segunda-feira. A vitória do Fluminense contra Volta Redonda no jogo de abertura da rodada dupla no Maracanã confirmou o Tricolor como o 1º colocado do grupo B e a equipe do Sul Fluminense somente perderia a liderança do A, se o Botafogo vencesse a Cabofriense por cinco gols de diferença. E, por precisarem da vitória para não depender de resultados de outros adversários, os jogadores do Alvinegro entraram em campo nervosos. Vários erros primários, como os de passes e defensivos, foram cometidos pelos jogadores do Botafogo, que aproveitaram as três oportunidades ofensivas criadas no primeiro tempo para fazer seus gols. Aos 17 minutos, Alex Alves cobrou um pênalti e fez o primeiro.A vantagem do Botafogo foi ampliada por Guilherme, de cabeça, aproveitando um falha na saída do gol do goleiro Rodolpho, aos 23 minutos. E quando a vitória parecia assegurada, o Alvinegro começou a sofrer reveses. O lateral-direito César Prates foi expulso por jogada violenta, aos 32 minutos. Cinco minutos depois, Diego, que substituiu Felipe Campos fez o primeiro gol da Cabofriense. E, nem mesmo o gol de Guilherme, seu segundo na partida e o terceiro do Botafogo, aos 43 minutos, acalmou os ânimos. Na volta para o segundo tempo, a Cabofriense diminuiu a vantagem, novamente com Diego, que marcou um belo gol ao dominar a bola no peito e chutar sem defesa para o goleiro Jéfferson, aos dez minutos. No lance, o meia Elvis agrediu Diego e foi expulso, deixando o Alvinegro com menos dois jogadores em campo. A desvantagem de atletas em campo fez com que o técnico do Botafogo, Paulo Bonamigo, substituísse Guilherme pelo volante Thiago Xavier. A modificação não melhorou o sistema defensivo da equipe e, aos 28 minutos, Diego recebeu um passe de calcanhar do lateral-direito Flavinho e empatou a partida. Foi o terceiro gol de Diego na partida, decretando o vexame e a eliminação alvinegra. A Cabofriense ainda terminou a partida com menos um jogador, já que Flavinho foi expulso aos 45 minutos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.