Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Botafogo encara Bonsucesso para embalar no Carioca

Durante os três empates seguidos que teve, sendo dois deles contra times considerados pequenos, o Botafogo e seu técnico, Oswaldo de Oliveira, foram alvos de críticas e desconfiança. Mas o treinador manteve-se fiel ao esquema tático com três meias e um único atacante. Assim, foi recompensado com uma goleada por 5 a 0 sobre o Olaria na última rodada.

LEONARDO MAIA, Agência Estado

11 de fevereiro de 2012 | 08h34

Agora, com motivação e confiança renovadas, o Botafogo encara o Bonsucesso neste sábado, a partir das 17 horas, no Engenhão. E uma vitória já o coloca muito perto da classificação para as semifinais da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Com nove pontos, o Botafogo chegaria a 12 em caso de triunfo neste sábado. Como Resende, Flamengo e Nova Iguaçu, os outros postulantes às duas vagas do Grupo A, se enfrentam nesta reta final, o time botafoguense, com essa pontuação, só seria eliminado nos critérios de desempate.

Ciente da importância do confronto deste sábado, Oswaldo de Oliveira tem procurado alertar seus jogadores sobre o perigo que uma vitória por goleada pode trazer consigo. Ele quer ver seus comandados com a mesma pegada que apresentaram na última quarta-feira, quando jogavam muito pressionados e acabaram vencendo o Olaria.

"Depois de passar por um alto nível de estresse, a tendência é relaxar. Precisamos estar prontos novamente, pois tivemos dificuldades em todos os jogos. Devemos estar entre o relaxamento e o estresse, em estado de alerta", ressaltou o técnico do Botafogo.

Para enfrentar o Bonsucesso, Oswaldo de Oliveira tem um problema. O meia Andrezinho, com dores musculares na coxa esquerda, deve ser poupado. Ele foi submetido a exames de imagem que não apontaram lesão muscular, mas a comissão técnica deve optar por preservá-lo para a rodada final, apenas no próximo fim de semana. Com isso, o atacante Herrera e o meia Felipe Menezes disputam a vaga, com favoritismo deste último, pois, com isso, o esquema atual seria preservado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.