Botafogo enfrenta América na estréia pela Taça Rio

Ainda sob o desgaste emocional da perda do título da Taça Guanabara, time joga às 16 horas, no Engenhão

Sílvio Barsetti, O Estado de S. Paulo

29 de fevereiro de 2008 | 19h46

Ainda sob o desgaste emocional da perda do título da Taça Guanabara para o Flamengo, o Botafogo estréia neste sábado no segundo turno do Campeonato Carioca (Taça Rio), enfrentando o América, às 16 horas, no Engenhão. O Botafogo também pode acusar algum cansaço, por ter atuado no meio de semana no Acre, onde jogou com o Rio Branco, pela Copa do Brasil. O time não contará com dois titulares: Zé Carlos e Lúcio Flávio, expulsos contra o Flamengo. A favor do Botafogo pode pesar o fraco desempenho do adversário até agora na competição - na soma total de pontos, o América é o lanterna do Carioca. Os problemas do Botafogo durante a semana ganharam nova dimensão com a denúncia feita pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio contra vários de seus jogadores e o técnico Cuca, por conta de tumultos na decisão da Taça Guanabara. Até mesmo nesta sexta, apesar de véspera da estréia da equipe na Taça Rio, o assunto no Botafogo era a polêmica envolvendo Flamengo, TJD e o atacante Souza, que debochou dos botafoguenses ao comemorar um gol no meio de semana 'chorando', numa clara provocação ao rival. Para a vaga de Zé Carlos, Cuca optou por Adriano Felício. E no lugar de Lúcio Flávio, ele confirmou a presença de Abedi. O ataque será formado por Jorge Henrique, já recuperado de contusão, e Wellington Paulista. O América, após 12 dias de intertemporada na cidade de Pouso Alegre (MG), quer dar a volta por cima e fazer um segundo turno capaz de livrá-lo do rebaixamento. O técnico Gaúcho se disse satisfeito com os vários reforços que o clube adquiriu nos últimos dias. Ele acredita que pode ser possível surpreender o Botafogo, mesmo fora de casa. Mas Gaúcho não quis dar voz a quem aposta no enfraquecimento do Botafogo esta tarde por causa dos problemas do Botafogo. "Temos de pensar no nosso potencial, exercer aquilo que treinamos, ainda mais nas jogadas de bola parada e podemos, sim, alcançar uma grande vitória", afirmou Gaúcho.

Tudo o que sabemos sobre:
Botafogo-RJEstadual do Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.