Reprodução/ Youtube
Reprodução/ Youtube

Botafogo ganha ação judicial contra o canal Porta dos Fundos

Clube acionou produtora e Flamengo por uso indevido da marca

O Estado de S. Paulo

16 de junho de 2015 | 18h52

O Botafogo ganhou na Justiça uma ação contra o canal do YouTube Porta dos Fundos, que foi obrigado a retirar do ar um vídeo em que fazia humor com a quantidade de patrocinadores do time alvinegro. Na mesma esquete, o Flamengo e a Adidas lançaram a camisa rubro-negra para a atual temporada. 

A diretoria do Botafogo avisou que a batalha judicial ainda não terminou, já que cobrará R$ 10 milhões da produtora. A ação é pelo uso indevido da marca do clube, que não havia sido autorizado pelo clube de General Severiano.

Em entrevista ao UOL Esporte, o vice-diretor jurídico Domingos Fleury disse que o clube não aceita "a utilização indevida sem a composição financeira que julga merecida. Ambos já responderam às notificações. Flamengo se fez de desentendido e disse que não sabia que seria usado marca do Botafogo, que somente alugou o campo. Já o Porta dos Fundos, afirmou que retiraria a mídia do ar."

Segundo Fleury, os R$ 10 milhões são referentes a um patrocínio que o clube aceitaria fazer, mas que foi realizado de forma irregular e sem o consentimento do clube. O dirigente ainda disse que "durante o processo esse valor pode até aumentar a indenização se provarmos quanto representa a exposição das mídias."

O Estado entrou em contato com o Porta dos Fundos no início da noite desta terça-feira e não obteve respostas referentes a este caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.