Botafogo ganha da Ponte Preta por 1 a 0

Uma falta cobrada com efeito por Juca, aos 37 minutos do segundo tempo, determinou a importante vitória do Botafogo sobre a Ponte Preta por 1 a 0, nesta quinta-feira, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, mantendo a esperança do time carioca de ainda garantir uma vaga na Copa Sul-Americana. O time carioca agora soma 46 pontos, subindo três posições (da 13ª para a 10ª), enquanto a Ponte, com 44 pontos, caiu do 12.º para o 13.º lugar e começa a se preocupar com a zona do rebaixamento.?Peguei bem na bola, acertei um belo chute e ajudei o time a somar três pontos importantes?, resumiu Juca, herói da noite. Talvez ainda abalada pela goleada sofrida para o Figueirense, por 4 a 0, a Ponte Preta começou o jogo desarticulada. Mesmo com três zagueiros, havia falhas de posicionamento, enquanto o excesso de erros de passes no meio-de-campo praticamente deixava os atacantes isolados entre a marcação dos zagueiros adversários. O Botafogo, com um posicionamento mais modesto, conseguiu ser superior em campo. O time carioca se agrupou na defesa, na espera dos contra-ataques quase sempre puxados pelo lateral-direito Ruy. Não fossem Alex Alves e Caio tão manhosos e ausentes, o Botafogo poderia ter terminado o primeiro tempo na frente. No segundo tempo, Estevam Soares tentou acertar a marcação com a ida de Iran da direita para a lateral esquerda, com a determinação de marcar a principal jogada botafoguense: os avanços de Ruy. O sacrificado foi o meia Danilo, antes improvisado na ala esquerda. Piá entrou para articular as jogadas no meio-de-campo e André Silva passou a fazer a marcação pela ala direita. O time campineiro melhorou na marcação, mas continuou incapaz no ataque, sem criatividade e sem infiltrações. Só aos 25 minutos é que Celso Roth tirou os sonolentos Caio e Alex Alves para as entradas do rápido Ricardinho e do articulador Ramon. O Botafogo melhorou e chegou ao gol, aos 37 minutos, quanto o atacante Tico cometeu uma falta próxima da área. Na cobrança de falta, Juca colocou efeito na bola, que morreu no ângulo esquerdo do goleiro Lauro. À Ponte não restou mais nada, a não ser as vaias de sua torcida. No domingo, a Ponte Preta vai enfrentar o Fluminense, às 18h10, em Volta Redonda , sem os zagueiros Galeano e Rafael Santos, ambos suspensos com três cartões amarelos. O Botafogo, no mesmo horário, vai enfrentar o Brasiliense, na Boca do Jacaré, em Taguatinga.

Agencia Estado,

27 de outubro de 2005 | 22h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.