Botafogo goleia Cabofriense fora de casa na Taça Rio

Vitória por 4 a 0 devolve tranquilidade à equipe após derrota no clássico contra o Vasco no meio de semana

Agencia Estado

15 de março de 2009 | 20h52

Com uma atuação segura e tranquila, o Botafogo se recuperou da goleada sofrida para o Vasco e derrotou a Cabofriense, em Cabo Frio, neste domingo, por 4 a 0, pela terceira rodada da Taça Rio.

Veja também:

Estadual do Rio 2009 - tabela Classificação / Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Victor Simões marcou dois gols e chegou a oito na briga pela artilharia do Campeonato Carioca. Com o resultado, o time da capital somou seis pontos no grupo B e está em quarto lugar. A Cabofriense, no grupo A, segue sem marcar ponto, com três derrotas, na última colocação.

O primeiro tempo foi um tanto lento e desinteressante. Mesmo assim, o Botafogo não encontrou problemas para dominar amplamente a partida, diante de um adversário que se limitava a defender e sequer se arriscava em contra-ataques. O primeiro gol saiu logo aos 10 minutos. Thiaguinho cruzou da esquerda e Victor Simões, livre de marcação, se agachou para marcar de cabeça seu sétimo gol no campeonato.

Antes disso, Jean Carioca já havia desperdiçado bom lance ensaiado, ao cabecear para fora cruzamento de Maicosuel pela direita, aos seis. Aos 19, foi a vez de Victor Simões cruzar para o meia, que chutou rente ao gol de Flávio, que completava 250 jogos com a camisa da Cabofriense.

O Botafogo, porém, deveria ter se dedicado mais. Principalmente depois da expulsão de Nata, aos 33 minutos. Mas o time de Ney Franco jogava sem muito ímpeto e deixou o jogo cair no marasmo e mais nada produziu na primeira metade da partida.

A segunda etapa foi um pouco mais movimentada, principalmente pela demonstração de mais vontade da equipe da capital. Mais uma vez, o Botafogo marcou um gol nos minutos iniciais. Aos 13, Maicosuel cobrou falta com maestria e ampliou a vantagem dos visitantes: 2 a 0.

Como no primeiro tempo, depois do gol o Botafogo pisou no freio e diminuiu o ritmo, apenas controlando o resultado contra um rival que não lhe apresentava qualquer perigo real. Na única chance dos donos da casa, João Paulo cabeceou na trave, aos 36.

Um minuto, depois, porém, Victor Simões faria seu segundo gol. Batista chutou cruzado da esquerda, Flávio espalmou e a bola sobrou para o artilheiro apenas empurrar para as redes. Ainda houve tempo para mais um. Já nos acréscimos, Batista fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Renato, que tabelou com Victor Simões e chutou rasteiro para fechar o placar.

Na próxima rodada, o Botafogo vai enfrentar o Duque de Caxias no Engenhão, no domingo, enquanto a Cabofriense encara o Friburguense, fora de casa, no sábado.

CABOFRIENSE 0 X 4 BOTAFOGO

Cabofriense - Flávio; Nata, Demerson, João Paulo e Gérson; Márcio, Da Silva, Guido (Roberto) e Oliveira (Valdir); Anselmo Ramon (Marcelinho) e Maciel. Técnico: Ademir Fonseca.

Botafogo - Renan, Juninho, Leandro Guerreiro e Émerson; Alessandro, Leo Silva (Lucas Silva), Maicossuel, Fahel (Batista) e Thiaguinho; Victor Simões e Jean Carioca (Renato). Técnico: Ney Franco.

Gols - Victor Simões, aos 10 minutos do primeiro tempo. Maicosuel, aos 13, Victor Simões, aos 37, e Renato, aos 45 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Da Silva, João Paulo, Demerson, Leo Silva (Cabofriense); Batista, Leo Silva, Juninho (Botafogo).

Cartão vermelho - Nata (Cabofriense).

Árbitro - Marcelo Venito Pacheco.

Local - Estádio Alair Côrrea, em Cabo Frio (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.