Botafogo goleia e deixa Atlético-MG na área de descenso

O Botafogo manteve nesta quarta-feira um longo tabu contra o Atlético Mineiro, para quem não perde há sete anos. Goleou por 4 a 0, no Engenhão, e se afastou da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Enquanto isso, a equipe atleticana está em crise. Com o revés, entrou para a área de descenso, com 15 pontos, três a menos que o time de General Severiano. O técnico do Botafogo, Ney Franco, completou na terça-feira 42 anos de idade e ganhou a vitória sobre o Atlético Mineiro como presente de aniversário. "Pedi (de presente) apenas a entrega do grupo", contou. Não poderia ter sido melhor o início de jogo para o Botafogo. Com 22 segundos de bola rolando, o lateral-esquerdo César Prates fez pênalti sobre o atacante Wellington Paulista e levou cartão amarelo. Coube, então, ao meia Lúcio Flávio fazer 1 a 0. A vantagem no placar acomodou a equipe carioca.O Atlético poderia ter empatado a partida logo em seguida, mas foi prejudicado pela arbitragem. O árbitro Leonardo Gaciba anulou gol legal do meia Gedeon. Ele assinalou impedimento que não existiu. Em resumo: o Atlético foi melhor até o intervalo, teve mais a posse de bola, mas não criou tantos lances de perigo. Deu mostras que sentiu o desfalque do talentoso meia Petkovic, que cumpriu suspensão.O Botafogo teve a vida facilitada no segundo tempo, graças à correta expulsão de César Prates, que já defendeu o time carioca. O lateral-esquerdo Triguinho fez 2 a 0 e garantiu a vitória. Depois, Yuri, do Atlético, foi expulso. A porteira se abriu de vez. Carlos Alberto e Gil fizeram os dois últimos gols do Botafogo. Ficha Técnica:Botafogo 4 x 0 Atlético-MGBotafogo - Castillo; Renato Silva, André Luis e Triguinho; Thiaguinho (Jorge Henrique), Diguinho, Túlio, Lúcio Flávio (Leandro Guerreiro) e Zé Carlos (Gil); Carlos Alberto e Wellington Paulista. Técnico: Ney Franco. Atlético-MG - Édson; Mariano, Marcos, Vinícius e César Prates; Francis (Yuri), Serginho, Márcio Araújo e Gedeon; Renan Oliveira (Marques) e Eduardo (Calisto). Técnico: Alexandre Gallo. Gols - Lúcio Flávio (pênalti), a 1 minuto do primeiro tempo. Triguinho, aos 23, e Carlos Alberto, aos 41, e Gil, aos 44 minutos do segundo tempo. Cartões amarelos - Túlio, Thiaguinho e Triguinho (Botafogo); Gedeon, Serginho, Calisto, Francis e Márcio Araújo (Atlético-MG). Cartões vermelhos - César Prates e Yuri (Atlético-MG). Árbitro - Leonardo Gaciba (Fifa-RS). Renda e público - Não disponíveis. Local - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.