Fernando Soutello/Divulgação - 2/9/2011
Fernando Soutello/Divulgação - 2/9/2011

Botafogo já pensa na 'decisão' de domingo contra o São Paulo

Com vitória, equipe carioca ultrapassou o Corinthians e é agora o 3.º colocado no Brasileiro

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2011 | 09h36

PORTO ALEGRE - O Botafogo teve muito trabalho para conseguir a vitória diante do Grêmio, por 1 a 0, na última quinta-feira, em Porto Alegre. Durante boa parte da partida, a equipe carioca sofreu com a pressão gremista, principalmente no primeiro tempo, quando o adversário ficou mais com a bola e praticamente não deu espaços na defesa. Na segunda etapa, no entanto, os botafoguenses foram eficazes e, na primeira chance que tiveram, Loco Abreu definiu o placar.

"A história do jogo é bem simples. Se for lembrar o jogo contra o Flamengo, fizemos um excelente primeiro tempo e tivemos dificuldades no segundo. Dessa vez, o primeiro tempo foi abaixo da expectativa, mas o segundo foi muito melhor. As substituições foram bem pensadas, até em funções dos cartões. Sabíamos que o Grêmio pressionaria, mas a jogada ia surgir no contra-ataque e na virada de bola. O Grêmio fez bom jogo, mandou na partida, mas nossa estratégia deu certo", apontou o técnico Caio Júnior, feliz com a vitória do Botafogo.

A atuação gremista também foi destacada pelo uruguaio Loco Abreu, que apontou que o adversário valorizou a vitória botafoguense. "Temos que saber que jogar aqui (no Olímpico) é difícil, o meio-de-campo deles é forte, roda a bola, movimenta muito, e o Grêmio tem centroavantes que jogam na área e pelos lados. É um time completo, que nos complicou muito. Sabíamos que a posse de bola era deles, era preciso ter tranquilidade e esperar o momento certo", avaliou o atacante.

Com a vitória, o Botafogo ultrapassou o Corinthians e é agora o terceiro colocado no Campeonato Brasileiro, com 44 pontos e ainda uma partida a menos. Na próxima rodada, a equipe enfrenta o São Paulo, que está em segundo lugar, com 45 pontos. O técnico Caio Júnior afirmou que a partida de domingo, no Engenhão, será uma "decisão" e pediu o apoio em massa da torcida botafoguense.

"A nossa conversa, agora, é só sobre o São Paulo, um jogo decisivo. Esperamos que o torcedor faça como na partida contra o Ceará, lote o estádio. É importante para impressionar o adversário e nos dar força. O torcedor é paixão, se motiva em função do resultado, e espero que vá com a disposição de ajudar. A torcida pode ser decisiva", disse Caio Júnior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.