Divulgação
Divulgação

Botafogo já vendeu 17 mil ingressos para jogo decisivo

Derrota anão tirou confiança da torcida na classificação para a Libertadores

AE, Agência Estado

31 de janeiro de 2014 | 20h21

RIO - A derrota por 1 a 0 diante do Deportivo Quito e o atraso no voo que trouxe a delegação de volta ao Rio atrapalharam os planos do Botafogo, mas não tiraram a confiança do time e da torcida na classificação à fase de grupos da Copa Libertadores. Até a tarde desta sexta-feira, mais de 17 mil ingressos para a partida decisiva da próxima quarta-feira já haviam sido comercializados.

No retorno do Equador, os jogadores demonstravam cansaço, mas também esperança na classificação. "Nosso sentimento é de muita confiança, pelo que a nossa equipe apresentou e pelo que vimos do adversário", afirmou o zagueiro Bolívar. "Demos bobeira no gol sofrido, mas quando colocamos a bola no chão vimos que temos condições de conquistar a classificação. No Maracanã vai ser diferente", prometeu o defensor.

Nesta sexta-feira, os jogadores que atuaram no Equador apenas fizeram atividades físicas em volta do gramado. Já os reservas participaram de um treino tático sob o comando do técnico Eduardo Hungaro. O volante Airton, que se recuperou de uma lesão no joelho, participou dos trabalhos. O treinador ainda não definiu qual time irá escalar no clássico de domingo, diante do Vasco, às 19h30, no Maracanã, pela quinta rodada do Campeonato Carioca.

Fora de campo, o zagueiro uruguaio Mario Risso foi oferecido ao clube. O jogador de 26 anos pertence a um grupo de empresários e atuou na temporada passada pelo Defensor, do Uruguai. Ele deve assinar contrato de empréstimo até o fim do ano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.