Botafogo joga contra o América-MG para fugir da lanterna do Brasileirão

Sem vencer há quatro jogos, o Botafogo tem mais uma chance de se recuperar e tentar sair da incômoda lanterna do Campeonato Brasileiro. Após sofrer o empate nos acréscimos contra o Vitória, o time alvinegro pega o América-MG, nesta quarta-feira, às 21 horas, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), pela oitava rodada.

Thiago Rabelo, especial para a AE, Estadão Conteúdo

15 de junho de 2016 | 06h30

Na última posição há duas rodadas, o Botafogo tem cinco pontos e apenas uma vitória. Em situação também delicada, o América-MG é o 19.º colocado com a mesma pontuação e saldo, mas com vantagem por ter marcado mais gols - 11 contra 9.

Além da pressão, o técnico Ricardo Gomes tem problemas para escalar a equipe. Um dos titulares da defesa, o zagueiro Emerson está com dores musculares e foi vetado, assim como o companheiro de defesa Carli, que está em processo final de recuperação e pode voltar a ser relacionado no fim de semana contra o Corinthians.

Desta forma, Renan Fonseca, titular no ano passado, volta ao time para formar defesa com Emerson Silva. No meio de campo, apesar de ter começado a temporada bem, Gegê caiu de rendimento e voltará para o banco de reservas. Sem confirmar a equipe, Ricardo Gomes tem dúvidas entre Fernandes e Gervasio Núñez. Recém-contratado, o volante Dudu Cearense está com dores musculares e desfalca o time mais uma vez.

No ataque, mais uma mudança. Com apenas quatro gols na temporada, Ribamar será substituído por Sassá, autor do gol alvinegro contra o Vitória. Desde que se recuperou de uma cirurgia no joelho, o jogador não iniciou nenhuma partida no Brasileirão e tem nova chance para ganhar a posição, embora não tenha entrosamento com Anderson Aquino. "Nem joguei com ele direito, foi um jogo só. Mas não tem jeito. Tem de encaixar. O Botafogo tem pressa e quem entrar tem de dar resultado", apontou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.