Vitor Silva / Botafogo
Vitor Silva / Botafogo

Botafogo leva sua crise para Cuiabá e tem de vencer para seguir na Copa do Brasil

Time carioca perdeu o primeiro jogo por 1 a 0 e resultado causou a demissão do técnico Bruno Lazaroni

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de novembro de 2020 | 08h09

Se conseguir a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil, nesta terça-feira, às 19 horas, na Arena Pantanal, diante do Cuiabá, o Botafogo vai ter alguns dias de paz para tentar encontrar soluções para seus problemas financeiros fora de campo. Caso contrário, o time de General Severiano poderá sofrer com mais manifestações de sua insatisfeita torcida.

A derrota no jogo de ida, no Engenhão, por 1 a 0, causou a queda do técnico Bruno Lazaroni e de membros da comissão técnica. Muros do estádio foram pichados e cerca de 300 pessoas invadiram a sede do clube no sábado para protestar, horas antes do time empatar com o Ceará, por 2 a 2, pelo Campeonato Brasileiro.

Assim como contra o Ceará, o time será dirigido por Flávio Tenius, preparador de goleiros. Ele deve manter a escalação da equipe, que é apenas a 14ª colocada no Brasileirão.

Com a vitória no primeiro jogo, o Cuiabá fica com a vaga se repetir o triunfo, por qualquer resultado, ou empatar. Vice-líder da Série B, a equipe do técnico Marcelo Chamusca poderá ter algumas alterações em relação do confronto anterior.

Léo deve atuar na zaga, enquanto o meio de campo poderá ser renovado com as presenças de Jean Patrick, Yago César e Ferrugem.

Já o Botafogo precisa vencer por dois ou mais gols de diferença para avançar de forma direta às quartas de final. Em caso de vitória por um gol, a decisão será nos pênaltis.

Tudo o que sabemos sobre:
BotafogofutebolCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.