Juventude/Twitter
Juventude/Twitter

Botafogo leva virada do Juventude e se despede da Copa do Brasil

Alvinegro é eliminado da competição após derrota por 2 a 1, em Caxias do Sul

Redação, Estadão Conteúdo

11 de abril de 2019 | 21h47

Assim como aconteceu na decisão de 1999, o Juventude levou a melhor sobre o Botafogo na noite desta quinta-feira e garantiu a classificação para a quarta fase da Copa do Brasil com uma vitória por 2 a 1, de virada, no Alfredo Jaconi.

Após empate por 1 a 1 no Rio de Janeiro, quem vencesse na serra gaúcha garantiria a classificação. O Botafogo até saiu na frente com Cícero, mas a expulsão de Alex Santana ainda no primeiro tempo mudou tudo. Depois do intervalo, Marcelo Benevenuto, contra, e Dalberto, garantiram a virada do Juventude.

O adversário do time gaúcho na quarta fase vai ser conhecido em sorteio a ser realizado pela CBF. Mas o Juventude já embolsou R$ 1,8 milhão com a classificação.

O bom público que compareceu ao Alfredo Jaconi viu um começo de partida bastante movimentada. Logo aos cinco minutos, a arbitragem anulou um gol legal de Cícero. Depois do susto, o Juventude partiu com tudo para cima e criou chance atrás de chance.

Braian Rodríguez desperdiçou oportunidade clara dentro da pequena área. Depois, Dalberto exigiu boa defesa de Gatito Fernández. O Juventude foi castigado aos 33 minutos. Cícero recebeu passe preciso de Jean, dominou no peito e bateu na saída do goleiro. Dessa vez, o gol valeu.

No final do primeiro tempo, Alex Santana recebeu dois cartões amarelos em menos de cinco minutos e deixou o Botafogo em desvantagem numérica. O Juventude ainda assustou em cabeçada de Dalberto, que passou raspando a trave.

Com um homem a mais, o Juventude partiu com tudo para cima do Botafogo no começo do segundo tempo e seguiu desperdiçando chance atrás de chance. Breno acertou o travessão em chute de fora da área. O time gaúcho contou com uma ajuda de Marcelo Benevenuto para empatar aos 15 minutos.

Após cruzamento de John Lennon, o zagueiro botafoguense tentou tirar e mandou contra o próprio gol. A pressão do Juventude continuou e, quando parecia que a decisão iria para os pênaltis, Dalberto aproveitou cruzamento de Brener para virar o jogo aos 44 minutos.

Nos acréscimos, o volante Jean ainda foi expulso e o Botafogo terminou com dois jogadores a menos.

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE 2 X 1 BOTAFOGO

JUVENTUDE – Marcelo Carné; Vidal (Rafael Bastos), Sidimar, Genilson e Eltinho (Felippe); Rafael Jataí (Breno), John Lennon, Moisés Gaúcho, Denner e Braian Rodríguez; Dalberto. Técnico: Marquinhos Santos.

SANTOS – Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Gilson; Jean, Alex Santana e Cícero; Luiz Fernando (Rikson), Diego Souza (Igor Cássio) e Erik (Rodrigo Pimpão). Técnico: Zé Ricardo.

GOLS – Cícero aos 33 minutos do primeiro tempo; Marcelo Benevenuto, contra, aos 15 e Dalberto aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Vinícius Furlan (SP).

CARTÕES AMARELOS – Rafael Jataí, Braian Rodríguez, Denner e Omar (Juventude); Alex Santana, Cícero e Gatito Fernández (Botafogo)

CARTÕES VERMELHOS – Alex Santana e Jean (Botafogo)

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.