Botafogo: Levir só tem dúvida no ataque

O técnico do Botafogo, Levir Culpi, tem apenas uma dúvida para o clássico contra o Palmeiras, sábado, às 21h40, no Caio Martins, na estréia das equipes no quadrangular final da Série B do Campeonato Brasileiro. Ele ainda não definiu quem será o companheiro de ataque de Leandrão. A disputa pela vaga está entre Dill e Almir.Dill leva uma certa vantagem por ser um atacante nato. E parece ter espantado a má fase. Na última rodada da segunda fase, o jogador quebrou um jejum de dois meses sem fazer gols. Além disso, tem demonstrado muita disposição nos treinamentos em Angra dos Reis. Esta motivação, inclusive, vem sensibilizando Levir Culpi."Quero ajudar o Botafogo da melhor maneira possível. Sendo titular ou não, quando estiver em campo tenho que colaborar nas vitórias", afirmou Dill. Almir, o outro postulante à vaga de titular, atua no meio-de-campo, mas apresentou ótimo rendimento quando foi improvisado no ataque. Tanto que marcou quatro vezes em dois jogos."Sei que o Levir confia no meu futebol e sabe que tenho totais condições de ser titular. Vou respeitar a opção dele", disse Almir, evitando criar polêmica. "Neste momento, o que não precisamos é de discussões entre os jogadores porque isso pode atrapalhar nosso desempenho em campo." Almir é o xodó da torcida alvinegra, que sempre grita seu nome nas partidas, independentemente do placar. Levir sabe que se deixar o atleta no banco de reservas e o Botafogo estiver enfrentando dificuldades contra o Palmeiras, vai ouvir o apelo dos torcedores pedindo a entrada do jogador."Isto é normal. Qual torcida não faz isso?", indagou o treinador. A decisão sobre quem vai ser titular, porém, só será tomada minutos antes do início da partida. "Este suspense é bom para confundir o adversário", prosseguiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.