Botafogo monta defesa para evitar punição a Cuca

Além do técnico Cuca, seis atletas serão julgados pela confusão na final da Taça Guanabara

Redação,

03 de março de 2008 | 20h17

A defesa do clube já montou sua estratégia para o julgamento de seis atletas e do técnico Cuca, nesta terça-feira, na sede do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) do Rio. Todos foram indiciados com base no relato da súmula do árbitro Marcelo Henrique, em função de distúrbios na decisão da Taça Guanabara, entre Flamengo e Botafogo.Cuca levará ao plenário as duas filhas e espera ser absolvido, até porque já deu declarações públicas de que poderá deixar o futebol carioca caso seja punido. "Não existe nem essa hipótese de eu me contentar com pena mínima, que já seria de 30 dias de afastamento, não há nem como pensar nisso."Os atletas vão comparecer à sessão e os advogados do Botafogo conseguiram imagens e áudios dos momentos de tumulto relatados pelo árbitro, que, segundo eles, vão ajudar a esclarecer os fatos. Com o julgamento em pauta, o jogo de domingo com o Volta Redonda, pelo Campeonato Carioca, ficou em segundo plano.

Tudo o que sabemos sobre:
Estadual do RioBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.