Botafogo não aceita sair do Rio-SP

Rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, o Botafogo de Ribeirão Preto agora terá que torcer para que o São Caetano não dispute a final da Série A. Se isso acontecer, o Botafogo perde a sua vaga para o time do ABC no revigorado torneio Rio-São Paulo. Mas se depender da diretoria e da torcida, a mudança não vai acontecer.O presidente do clube, Ricardo Christiano Ribeiro, acha inadmissível colocar condições para o clube após ter sua presença confirmada na competição. "Entramos no Rio-São Paulo por causa de nossa tradição de 83 anos de vida e também pelo vice-título no Campeonato Paulista", argumenta o dirigente. As torcidas organizadas do clube já elegeram um culpado por toda esta confusão: o presidente da Federação Paulista de Futebol, Eduardo José Farah, que estaria usando critérios absurdos para convidar os participantes. As principais queixas são pelos convites do Etti Jundiaí, recém-promovido à Série A-1 e que disputa o Brasileiro da Série C, além do Guarani, que nesta temporada foi rebaixado para a Série A-2, segunda divisão paulista.A diretoria vai se reunir nesta terça-feira para traçar planos para evitar a saída do Rio-São Paulo. E promete também iniciar os preparativos para a competição, inicialmente com uma ampla reformulação do elenco.Embora não haja uma lista oficial de dispensas, alguns jogadores estão descartados, como o veterano volante Capitão, ex-Portuguesa, Guarani e Grêmio, além dos atacantes Paulinho e Alberto. Outros três jogadores serão devolvidos ao Juventus: o zagueiro Fábio, o meia Anderson e o atacante Marco Denner.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.