Botafogo não quer faltas na defesa

Botafogo e São Paulo reúnem, entre outras coisas, atletas com bom potencial para decidir uma partida em jogada de bola parada. Uma das atrações do jogo deste domingo, às 18h10, no Morumbi, é o duelo entre o lateral-direito César Prates, do Alvinegro, e o goleiro Rogério Ceni, da equipe paulista, ambos especialistas em cobranças de faltas.Dos 13 gols do Botafogo em sete rodadas do Campeonato Brasileiro, César Prates fez três no estilo dos melhores batedores de faltas, um dom aprimorado com exaustão nos treinamentos. Sobre Rogério Ceni, ele o define em poucas e precisas palavras. "É o melhor cobrador do País". A ordem do técnico Paulo César Gusmão é para que a equipe evite "parar as jogadas" próximas da área, a fim de não correr riscos desnecessários. O treinador é um dos que vêem Rogério Ceni como um grande goleiro e, ao mesmo tempo, um exímio cobrador de faltas. Por isso, avisa: "Todo cuidado é pouco."O Botafogo é o líder do Brasileiro, com 18 pontos, não corre risco de ser alcançado na tabela de classificação ao fim dessa rodada, mas não ousa menosprezar seus adversários. Quanto mais o São Paulo, que, segundo PC Gusmão, é um dos favoritos ao título. "Além de uma grande equipe, o São Paulo tem uma estrutura de futebol invejável. O Botafogo vai respeitá-lo, mas sabe também de sua capacidade", declarou o treinador alvinegro, que, desde o início da semana, havia confirmado a escalação de Leandro Carvalho no lugar de Jonílson, suspenso.O técnico alvinegro elogiou o colega de profissão, Paulo Autuori, a quem admira pela capacidade de motivar um elenco. "É um grande treinador". Sobre o cansaço do São Paulo, por causa da maratona de jogos da Copa Libertadores e do Brasileiro, PC Gusmão foi cético. "Não acredito que eles estejam sem gás".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.