Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Botafogo oficializa ampliação de contrato de concessão do Engenhão

Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella assinou nesta terça-feira o contrato que vende em abril de 2031

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de setembro de 2019 | 19h40

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, assinou nesta terça-feira a prorrogação da concessão do Estádio Engenhão ao Botafogo por mais três anos e oito meses. O novo contrato vence em 8 de abril 2031.

A ampliação na concessão aconteceu porque o Botafogo praticamente não utilizou o estádio entre março de 2013 até 2017, em razão de obras e da realização dos Jogos Olímpicos de 2016. O novo acordo foi comemorado pelo presidente do clube, Nelson Mufarrej.

"Hoje é um dia em que quero aproveitar para agradecer ao prefeito Crivella pela prorrogação da concessão. O Botafogo ficou um período sem o (estádio) Nilton Santos, em função de problemas no estádio, e isso foi reivindicado, bem estudado, analisado e concedido. Vamos continuar e trabalhar para que o estádio continue sendo tratado com muito carinho", afirmou Mufarrej.

O prefeito Marcelo Crivella, botafoguense declarado, cantou o hino do clube e ganhou uma camisa do zagueiro Joel Carli. Ele também falou sobre a decisão de ter assinado o novo contrato de concessão do estádio.

"Estamos recolocando esse prazo naquela concessão inicial. É uma coisa justa, o Botafogo faz uma administração exemplar do estádio, que é muito bem cuidado. Hoje tivemos a oportunidade de recompor esse prazo", disse Crivella.

A concessão do estádio foi feita em 2007 e deu à Companhia Botafogo, empresa concessionária, o direito a explorar o local por 20 anos. A manutenção, o custo operacional e a segurança do Engenhão são responsabilidades da concessionária, agora estendidas até 2031.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.