Botafogo perde e se complica na Copa Sul-Americana

A fase do Botafogo realmente não é das melhores. Fazendo uma campanha irregular no Brasileirão, o time carioca foi a La Plata, na Argentina, nesta terça-feira, encarando a Copa Sul-Americana como salvação para a temporada. A derrota por 2 a 0 para o Estudiantes, porém, não foi o que a equipe imaginava para a primeira partida das quartas-de-final. Com o resultado negativo, o time terá que vencer por 2 a 0 no Rio de Janeiro para levar a decisão para os pênaltis, ou ganhar por uma diferença maior do que dois gols para enfrentar o vencedor do confronto entre Palmeiras e Argentinos Juniors nas semifinais. A partida de volta contra o Estudiantes está marcada para o dia 5 de novembro, uma quarta-feira, no Engenhão.O Botafogo começou o jogo em La Plata atrás, esperando que o Estudiantes tomasse a atitude de atacar. Os contragolpes pareciam ser a estratégia do técnico Ney Franco para marcar gols na Argentina. Desta forma, a equipe carioca conseguiu se defender nos primeiros minutos, mesmo que de forma atrapalhada.Centrado na qualidade do veterano volante Verón, de 33 anos, o time argentino custava a criar boas jogadas, apesar de envolver o Botafogo, que se ressentia da ausência de Lúcio Flávio e Carlos Alberto. Logo aos cinco minutos, o time argentino conseguiu fazer pressão na área botafoguense. Em meio à confusão, Castillo fez uma importante defesa. Aos 15, o Botafogo chegou pela primeira vez, quando o time trocou passes e encontrou Túlio livre na frente da área argentina. O volante tentou o chute, mas acabou saindo fraco, facilitando a defesa de Andujar. Três minutos depois, pareciam que as coisas ficariam mais fáceis para o clube brasileiro. O zagueiro Alayes deu um carrinho por trás em Wellington Paulista e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso na seqüência. A superioridade numérica, no entanto, não resultou na melhora do time botafoguense. Ao contrário, o Estudiantes continuava dominando a partida, e só não abria o placar porque ainda parecia desencontrado em campo. Aos 45 minutos, o Botafogo se aproveitou do nervosismo da equipe argentina e teve a chance mais clara de inaugurar o marcador no primeiro tempo.Verón bobeou e Zé Carlos conseguiu tocar na bola, que sobrou para Jorge Henrique. O botafoguense foi esperto e tocou rápido para Wellington Paulista, que avançou para ficar cara a cara com o goleiro. O atacante preferiu o drible em cima de Andujar e teve que chutar de esquerda. O arremate foi cruzado e acabou saindo pela linha de fundo.Na retorno para a etapa final, o Estudiantes voltou determinado a conseguir a vitória. Com Verón como maestro, o time argentino foi para cima e não demorou a encontrar o gol. Mesmo com um menos, Boselli fez 1 a 0 aos 12 minutos. Em cobrança de escanteio, o goleiro Castillo falhou feio e não achou nada na saída. Na sobra, na segunda trave, o atacante argentino só escorou para o gol vazio.Quando o técnico Ney Franco decidiu mandar o Botafogo para o ataque, colocando Zárate no lugar de Diguinho, o volante Verón desequilibrou a partida de vez. O time carioca fez falta na lateral e ficou desatento na cobrança. O argentino avançou e resolveu arriscar de longe, acertando um chute indefensável, com muita força, aos 17 minutos da etapa final.Apenas dois minutos depois, o nervosismo tomou conta da equipe carioca. Túlio insistiu na reclamação com o árbitro e acabou sendo expulso. Ironicamente, após a exclusão do volante o Botafogo melhorou. A equipe até chegou a ameaçar o Estudiantes, buscando um gol que facilitaria muito as coisas no Engenhão, no jogo de volta, mas não obteve sucesso.Ficha Técnica: Estudiantes 2 x 0 BotafogoEstudiantes - Andujar; Angeleri, Alayes, Cellay e Díaz; Galván (Federico), Sánchez, Verón e Benítez (Fabianesi); Fernández (Calderón) e Boselli. Técnico: Leonardo Astrada.Botafogo - Castillo; Alessandro (Lucas Silva), Renato Silva, André Luís e Triguinho (Thiaguinho); Leandro Guerreiro, Túlio, Diguinho (Zárate) e Zé Carlos; Jorge Henrique e Wellington Paulista. Técnico: Ney Franco.Gols - Boselli, aos 12, e Verón, aos 17 minutos do segundo tempo.Cartões amarelos - Boselli e Díaz (Estudiantes); Triguinho, André Luís, Castillo e Zé Carlos (Botafogo).Cartões vermelhos - Alayes (Estudiantes); Túlio (Botafogo).Árbitro - Carlos Amarilla (Fifa-Paraguai).Renda e público - Não disponíveis.Local - Estádio Ciudad de La Plata, La Plata (Argentina).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.