Botafogo promete atacar o Cruzeiro

Após ser beneficiado com o efeito suspensivo, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), para atuar amanhã no Caio Martins, o Botafogo enfrenta o Cruzeiro, às 16 horas, ciente de que uma nova derrota deixará o time ainda mais perto de retornar à Série B do Campeonato Brasileiro. Para evitar um novo vexame diante da torcida, o técnico alvinegro Paulo Bonamigo escalou Valdo no banco de reservas e optou pela formação de um meio-de-campo ofensivo. "A saída do Valdo foi uma opção tática. Fiz isso para tornar o time mais ofensivo. Recuei o Caio para o meio e deixei o Schwenk, que voltou de uma suspensão, no ataque", explicou Bonamigo. "Teremos mais poder ofensivo para marcar os gols necessários para sairmos dessa situação." As mudanças feitas por Bonamigo foram influenciadas pelo fato de o Botafogo estar na zona de rebaixamento do Brasileiro, na 22ª posição, com 40 pontos. Por causa da incômoda situação, o treinador intensificou as conversas com o grupo para melhorar a confiança e o otimismo de todos. "Chegou o momento de não termos medo de nada. Precisamos ter coragem, atitude e determinação. Partir para cima dos adversários", frisou Bonamigo. "Agora, não podemos é perder a atenção e voltarmos a sofrer gols nos últimos minutos, como aconteceu nos dois jogos anteriores." Além de Schwenk, o zagueiro Scheidt é outro que está de volta ao time, após cumprir suspensão. Já as laterais direita e esquerda do Alvinegro serão escaladas com jogadores do banco de reservas: Márcio Gomes e Renatinho, respectivamente. Os titulares Rui e Jorginho Paulista cumprem suspensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.