Botafogo promete atacar o Internacional no Beira-Rio

Há pouco mais de duas semanas, o Botafogo era um time sob pressão, sem confiança e com seu treinador correndo risco de demissão. Mas as coisas mudam rapidamente no futebol. Depois de três vitórias consecutivas, com direito a goleada impiedosa sobre o Vasco no clássico estadual, o técnico Caio Júnior é o retrato da autoconfiança, assim como seus comandados. Tanto é que promete ignorar a força do Internacional no estádio Beira-Rio, no duelo desta quarta-feira, às 21h50, em Porto Alegre, e atacar sem temor.

AE, Agência Estado

17 de agosto de 2011 | 08h25

Nem mesmo duas ausências centrais de seu esquema fazem com que Caio Júnior adote postura mais cautelosa no Beira-Rio. Apesar das perdas do meia Elkeson (suspenso) e do atacante uruguaio Loco Abreu (contundido), o técnico quer atropelar o Inter e continuar a escalada na classificação do Brasileirão, no encalço dos líderes (atualmente, a diferença é de seis pontos para os primeiros colocados Corinthians e Flamengo).

A confiança é tamanha que nem mistério Caio Júnior se deu ao direito de fazer com relação aos substitutos dos dois titulares ausentes. Felipe Menezes assume a vaga de Elkeson. E no ataque entra Alex, autor dos dois gols que tiraram o Botafogo do sufoco na vitória sobre o lanterna América-MG, na última rodada.

"É um momento interessante para começar com o Alex, pelo que fez no último jogo. Felipe tem um bom passe e sabe armar o jogo", comentou Caio Júnior, ao passar confiança para os dois jogadores que entram no time. Outra mudança vai ser a troca de Lucas por Alessandro - o treinador empreende uma espécie de rodízio entre os dois na lateral direita.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.