Vitor Silva / Botafogo
Vitor Silva / Botafogo

Botafogo quer aproveitar abatimento do Grêmio para se afastar do rebaixamento

Alberto Valentim adiantou que Carli volta ao time titular, enquanto Alex Santana é dúvida

Redação, Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2019 | 13h18

O Botafogo quer aproveitar um possível abatimento do Grêmio em razão da eliminação na Copa Libertadores após sofrer uma dura goleada de 5 a 0 para o Flamengo. O time alvinegro encara o rival gaúcho neste domingo, às 16 horas, em Porto Alegre, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O Botafogo vem de vitória por 2 a 1 contra o CSA. O triunfo deixou a equipe do técnico Alberto Valentim mais confortável na tabela, mas ainda perto da zona da degola. O time alvinegro soma 33 pontos e quer se livrar de vez do perigo de ser rebaixado.

Valentim, que fará seu terceiro jogo à frente do clube nesta segunda passagem, enalteceu as qualidades do Grêmio. Ele acredita que terá pela frente um rival ferido, mas não abatido, apesar do massacre sofrido no Maracanã.

"Vamos prontos para enfrentar um time forte, que vem jogando bem há anos, com muita qualidade técnica e um treinador que sabe gerir muito bem isso. Vamos buscar o resultado lá, podem ter certeza disso", analisou o comandante do Botafogo.

Valentim adiantou que o zagueiro argentino Joel Carli está recuperado de lesão e vai retomar seu posto ao lado de Gabriel. Substituto do argentino nos últimos jogos, Marcelo Benevenuto está contundido. Exames apontaram que o defensor tem uma lesão no músculo posterior da coxa, o que pode deixá-lo afastado dos gramados por até três semanas.

A principal dúvida é a presença ou não de Alex Santana. Um dos principais jogadores do Botafogo nesta temporada, o volante não joga há mais de um mês. Artilheiro do time alvinegro no ano, com dez gols, ele está recuperado de uma lesão no pé esquerdo e voltou aos treinamentos. Deve, ao menos, aparecer no banco de reservas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.