Botafogo quer fazer final em Ribeirão

O duelo que vai decidir o Campeonato Paulista deste ano já começou nos bastidores. Corinthians e Botafogo já estão disputando a partir deste domingo o local onde será realizado o primeiro jogo, já que existe a dúvida pelo fato de o mando das partidas finais ser da Federação Paulista de Futebol. As afirmações por parte dos dirigentes de ambos os clubes são diferentes. Ricardo Ribeiro, presidente do Botafogo, garante que a final será disputada em Ribeirão Preto. "Temos um estádio com capacidade para comportar uma final de campeonato. O Corinthians é um time grande e não tem que temer a presença de torcida adversária. Nós é que precisamos do apoio da nossa", afirma.Roque Citaddini, vice-presidente de futebol do Corinthians, garante que as duas partidas serão disputadas na capital. "A Federação determinou isso antes das semifinais e o Corinthians vai jogar em São Paulo", disse.O fato gerou até uma pequena discussão entre os dois dirigentes durante a transmissão de uma das emissoras de rádio de São Paulo. "Você não pode afirmar isso porque não esteve na reunião. Eu estive e a Federação ia colocar o jogo em São Paulo se fosse a Ponte. Como nós temos estádio, vamos lutar para que o jogo seja em nossa casa", bradou o presidente do Botafogo.Alheios a essa discussão, os jogadores do time de Ribeirão Preto acreditam na possibilidade de jogar em sua casa. "É um belo estádio e que pode receber muito bem essa final. E se for lá, esperamos que a nossa torcida compareça em peso para nos apoiar", c omentou o lateral-esquerdo Jadílson, um dos destaques do time.Após o retorno para Ribeirão Preto, onde os jogadores serão recebidos com festa, o elenco ganha folga e volta a treinar na próxima terça-feira. A decisão sobre o local da final deverá sair por parte da Federação Paulista de Futebol nesta segunda-feira. Os dois finalistas receberão R$ 1 milhão, por jogo, para disputar o título do Campeonato Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.