Botafogo quer paciência para somar pontos no Engenhão

O Botafogo tem feito bons jogos fora de casa e somado pontos importantes, mas peca muito dentro do Engenhão - jogando em seu estádio, foram três derrotas, dois empates e apenas três vitórias. Para o técnico Estevam Soares, a equipe precisa começar a se impor em casa, e para isso precisa de paciência.

AE, Agencia Estado

24 de agosto de 2009 | 20h22

"Jogar em casa não pode ser um terror. Talvez o time esteja ansioso. Temos que nos impor, mas são 90 minutos para ganhar a partida", garantiu o treinador botafoguense.

Nesta semana, a equipe pode se recuperar deste retrospecto com duas partidas no Engenhão: primeiro enfrenta o Cruzeiro, na quinta-feira, e depois o Grêmio, domingo.

Além de jogar em seus domínios, o Botafogo tem ainda outra boa notícia. Emprestado pelo Figueirense até o fim de 2010, o atacante Ricardinho treinou nesta segunda-feira e estará à disposição em breve. Em troca, o Botafogo cedeu por empréstimo o atacante Jean Coral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.