Gerard Julien/AFP
Gerard Julien/AFP

Botafogo quita dívida com chineses e se livra de risco de punição

Débito com o Guangzhou Evergrande referente ao atacante Elkeson podia fazer equipe perder seis pontos no Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo

30 de dezembro de 2014 | 20h50

O Botafogo quitou nesta terça-feira a dívida que tinha com o Guangzhou Evergrande, da China, relativa à venda do meia Elkeson com o clube asiático, em 2012. Na ocasião, os cariocas deveriam repassar cerca de R$ 800 mil para o Vitória, clube formador, mas não o fizeram. Os baianos cobraram o Guangzhou, que repassaram a reclamação ao Botafogo.

Como a situação não foi normalizada na época, os chineses acionaram a Fifa, que estabeleceu um prazo para o Botafogo quitar a dívida, sob o risco de perder seis pontos no próximo Campeonato Brasileiro. O prazo venceu e a nova diretoria procurou o Guangzhou para estender o limite até o próximo dia 31 de dezembro.

Assim, nesta terça-feira, um dia antes do vencimento da dívida, a diretoria pagou os R$ 470 mil, que serão repassados ao Vitória. Assim, "o clube alvinegro não corre mais riscos de perder pontos no próximo Campeonato Brasileiro", conforme exaltou o Botafogo, em nota publicada na site oficial. O clube, vale lembrar, jogará a Série B no ano que vem.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.