Botafogo reage e afasta César Prates

A crise que invadiu o Botafogo nos últimos dias ganhou intensidade nesta sexta-feira. O lateral-direito César Prates foi afastado do elenco pelo técnico Péricles Chamusca, até que seja definida sua permanência ou não no clube. Considerado um dos principais responsáveis pela boa campanha do time no Campeonato Brasileiro, César Prates tem proposta para jogar no Bordeaux, da França e estaria pressionando a diretoria para sair. O Botafogo, no entanto, não pretende liberá-lo. Para Chamusca, o impasse vem atrapalhando o desempenho do lateral. "A cabeça do jogador não está concentrada exclusivamente no time. É claro que ele pode render mais do que vem rendendo. Essa situação precisa ser definida rapidamente, porque isso certamente está mexendo com a cabeça dele", argumentou Chamusca.Os problemas com César Prates - autor de seis gols de falta no campeonato - começaram depois que o jogador recebeu proposta do clube francês. O Bordeaux teria oferecido ? 100 mil euros de compensação ao Botafogo, mas o presidente do Alvinegro, Bebeto de Freitas, considerou a proposta uma ofensa. ?Eu não quero esmola de clube europeu?, disse ele, recusando-se a negociar. Depois da derrota para o Paraná (0 a 2), Bebeto sugeriu que o jogador estaria fazendo corpo mole, insinuação que provocou uma reação irritada de César Prates. O jogador tem contrato com o Botafogo até dezembro de 2006. Chamusca ainda não deficiu quem vai escalar na lateral-direita na partida de domingo, contra o Juventude, na casa do adversário, pela 18ª rodada do Brasileiro. O Botafogo é 7º colocado no campeonato com 28 pontos ganhos - seis a menos que o líder Corinthians.Esta é a terceira baixa significativa do Botafogo nas últimas semanas. Antes do afastamento de César Prates, o goleiro Jeferson e o volante Túlio já haviam deixado o clube, ambos com propostas do exterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.