Jorge Adorno/Reuters
Jorge Adorno/Reuters

Botafogo reclama, mas segue confiante na Sul-Americana

Arbitragem invalidou um gol legal e deixou de marcar impedimento no lance do primeiro gol do Cerro Porteño

AE, Agencia Estado

22 de outubro de 2009 | 08h44

O fato de ter perdido por apenas um gol e marcado na casa do adversário na derrota de 2 a 1 para o Cerro Porteño, na última quarta-feira, em Assunção, deixou os jogadores do Botafogo confiante para o duelo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana, em 4 de novembro, no Engenhão. Com o resultado, uma vitória por 1 a 0, no Rio, garantirá a classificação para as semifinais.

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Cerro Porteño 2x1 Botafogo  

Sul-Americana 2009 - lista Tabela

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Os jogadores do Botafogo, porém, não deixaram de lamentar os erros da arbitragem, que invalidou um gol de Fahel para o time carioca, ao assinalar uma falta inexistente, e depois não marcou impedimento no lance que resultou no primeiro gol do Cerro Porteño.

"Espero que o gol seja fundamental. Podia ser melhor, mas a arbitragem errou demais. Pelo que jogamos podíamos sair com um resultado melhor", afirmou o atacante Reinaldo, autor do gol botafoguense no confronto.

O goleiro Jefferson, que bom boas defesas evitou o que poderia ter sido uma derrota ainda pior para o Botafogo, também fez críticas à arbitragem. "Estamos na competição ainda, mas fomos prejudicados pela arbitragem. Já deu para ver que seria assim no primeiro tempo. A bola estava murcha, pedi para trocar, o árbitro me deu cartão amarelo", reclamou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa Sul-AmericanaBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.