Vitor Silva/Divulgação
Vitor Silva/Divulgação

Botafogo sai atrás, mas goleia o Madureira e se classifica no Carioca

Equipe não pode mais ser alcançada pelo rival deste domingo

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

05 de abril de 2015 | 18h29

Depois de um primeiro tempo péssimo, em que foi dominado pelo adversário e saiu de campo vaiado, o Botafogo demonstrou grande poder de recuperação, foi para cima do Madureira na etapa final, empilhou gols e saiu de campo com uma goleada inquestionável de 4 a 1. Com o resultado conquistado neste domingo no estádio Engenhão, no Rio, pela 14.ª e penúltima rodada, a equipe alvinegra garantiu a sua classificação antecipada às semifinais do Campeonato Carioca.

Mas, mesmo com a goleada, a partida foi difícil. No primeiro tempo, o Botafogo não conseguiu se impor diante do Madureira. Bem organizado, o time visitante demonstrava segurança defensiva e boa saída de bola. E demonstrou que não iria se intimidar logo de cara ao ter a primeira chance de gol do jogo em chute rasante de Formiga, com apenas um minuto de bola rolando.

Explorando o flanco esquerdo e insistindo na ligação direta, o Botafogo tinha nos lançamentos para Jobson a sua principal jogada - mas poucas levaram perigo devido aos erros de finalização. Já o Madureira preferia utilizar o lado direito, por onde caía Thiago Galhardo.

Aos poucos, o time visitante foi tomando conta das ações ofensivas. Ao longo do primeiro tempo, o Madureira teve 14 chutes a gol, contra apenas cinco do Botafogo. Mas, apesar do maior número de finalizações, a equipe só foi abrir o marcador em cobrança de pênalti. Aos 31 minutos, Rodrigo Pinho invadiu a área e foi tocado pelo goleiro Renan. O árbitro Luis Antônio dos Santos assinalou pênalti, que Rodrigo Lindoso bateu forte e converteu.

Vaiado na saída para o intervalo, o Botafogo voltou para o segundo tempo com a mesma equipe e repetindo os mesmos problemas, errando demais na frente e permitindo os contragolpes do Madureira. Aos 10 minutos, porém, o time alvinegro encontrou o gol de empate. Em cobrança de falta, Thiago Carleto bateu com força, a barreira abriu e a bola entrou no canto direito de Jonathan, que apenas ficou olhando.

A partir daí, o Botafogo cresceu no jogo. Jobson teve boa chance aos 12 minutos e Giaretta cabeceou para fora aos 13. Aos 17, Willian Arão cabeceou com perigo após cobrança de escanteio e Jonathan salvou. Mas, na nova cobrança, Renan Fonseca cabeceou certeiro e virou o marcador.

Com a virada, o time alvinegro, enfim, passou a ditar o seu ritmo. Atrás do marcador, foi a vez de o Madureira se jogar ao ataque e permitir os contragolpes. Assim, o Botafogo foi à desforra. Fernandes, em chute seco, ampliou aos 29 minutos e Bill decretou a goleada cobrando pênalti aos 43.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 4 x 1 MADUREIRA

BOTAFOGO - Renan; Gilberto, Alisson, Renan Fonseca e Thiago Carleto; Diego Giaretta, Willian Arão, Tomas (Fernandes) e Elvis; Jobson e Bill. Técnico: René Simões.

MADUREIRA - Jonathan; Filippe Formiga, Daniel, Thiago Cardoso e Moisés (Luiz Paulo); Gilson, Ryan (João Carlos), Rodrigo Lindoso e Camacho (Bruno); Thiago Galhardo e Rodrigo Pinho. Técnico: Toninho Andrade.

GOLS - Rodrigo Lindoso (pênalti), aos 31 minutos do primeiro tempo; Thiago Carleto, aos 10, Renan Fonseca, aos 17, Fernandes, aos 29, e Bill (pênalti), aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Tomas, Thiago Carleto, Bill, Elvis e Diego Giaretta (Botafogo).

ÁRBITRO - Luis Antônio Silva dos Santos.

RENDA e PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.