Washington Alves/VIPCOMM
Washington Alves/VIPCOMM

Botafogo segura 2 a 2 com Atlético-MG e vai às quartas

Empurrado pela torcida, time mineiro foi melhor na partida, mas não conseguiu a classificação

GABRIEL MELLONI, Agência Estado

28 de agosto de 2013 | 21h33

BELO HORIZONTE - No confronto entre duas das equipes com futebol mais ofensivo do País na atualidade, o Botafogo levou a melhor sobre o Atlético-MG e garantiu vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Depois de uma vitória por 4 a 2 no jogo de ida das oitavas, no Maracanã, semana passada, os cariocas seguraram o ímpeto dos atleticanos nesta quarta-feira e conseguiram o empate por 2 a 2 em mais um jogo bastante movimentando, desta vez no Independência.

Empurrado por sua torcida, que reviveu os gritos de "eu acredito" imortalizados no título da Libertadores deste ano, o Atlético-MG sufocou o adversário nesta quarta, foi melhor na partida, mas tropeçou no erros defensivos e acabou eliminado.

Melhor para o Botafogo, que soube se segurar e avançou às quartas de final, na qual terá pela frente o vencedor do duelo entre Flamengo e Cruzeiro. As equipes se enfrentam ainda nesta quarta no Maracanã e os mineiros têm a vantagem por terem vencido por 2 a 1 na ida.

O JOGO

Atlético-MG e Botafogo fizeram um jogo muito movimentado e nervoso no início. Por um lado, os dois times mostravam seus estilos ofensivos e criavam chances, mas por outro, abusavam das faltas e entradas duras. Com isso, foram quatro cartões amarelos antes dos primeiros 30 minutos.

Precisando vencer por dois gols de diferença, o Atlético-MG criou as principais chances da etapa inicial. Logo no início, Réver e Leonardo Silva tentaram de cabeça, mas perderam. Jô também errou ao receber sozinho dentro da área. No entanto, aos 37 minutos o time da casa saiu na frente. Fernandinho passou entre dois marcadores pela esquerda e cruzou, Marcos Rocha entrou sozinho pela direita e tocou para o gol vazio.

Vendo o Atlético-MG melhor no primeiro tempo e se aproximando do resultado que precisava, o Botafogo reagiu e logo no início do segundo tempo deixou tudo igual. Julio Cesar fez linda jogada pela esquerda, passou como quis pelos defensores e rolou para Alex, que errou o chute mas achou Rafael Marques. O atacante, então, só rolou para o gol.

Mesmo com o balde de água fria, o Atlético-MG continuou em cima e quase marcou na sequência. Jô recebeu dentro da área e cruzou no pé de Fernandinho, que bateu de primeira. Jefferson evitou o gol e a bola ainda tocou no travessão antes de sair. Mas o atacante não perderia duas chances. Marcos Rocha lançou Diego Tardelli, que deu um drible da vaca no marcador, chegou na frente de outro zagueiro e tocou para a área. Fernandinho chegou pela esquerda, sozinho, e marcou aos 11.

Não dava nem tempo para respirar e o Botafogo voltou a empatar apenas cinco minutos depois. Seedorf cobrou falta para a área, Dória desviou de cabeça e a zaga tirou. A bola, então, voltou para o próprio Dória, que dominou e chutou na saída de Diego Cavalieri.

Mesmo com o gol, o Atlético-MG exibia a mesma intensidade dos jogos da Libertadores e quase marcou o terceiro aos 26, quando Jô recebeu na área e chutou em cima de Jefferson. Neto Berola ainda tentou um último chute de fora da área, parando novamente no goleiro botafoguense, mas já era tarde para o time da casa.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 X 2 BOTAFOGO

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Júnior César (Guilherme); Pierre, Luan (Michel) e Ronaldinho Gaúcho; Fernandinho (Neto Berola), Diego Tardelli e Jô. Técnico: Cuca.

BOTAFOGO - Jefferson; Edilson, Bolívar, Dória e Júlio César; Gabriel, Lucas Zen, Seedorf (Renato) e Lodeiro; Alex (Henrique) e Rafael Marques (Sassá). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

GOLS - Marcos Rocha, aos 37 minutos do primeiro tempo. Rafael Marques, aos cinco, Fernandinho, aos 11, e Dória, aos 16 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jô, Fernandinho (Atlético-MG); Edilson, Bolívar, Jefferson, Alex, Lodeiro, Henrique (Botafogo).

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO).

RENDA E PÚBLICO - não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.