Botafogo: sete dias de atraso salarial

O elenco do Botafogo completou hoje sete dias de salário atrasado e isso já criou um clima de intranqüilidade na véspera do jogo contra o Atlético-PR, no Estádio Luso-Brasileiro, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Paulo César Gusmão se mostrou preocupado com essa situação. Antes de assinar contrato com Botafogo, o treinador exigiu da diretoria que pagasse os salários em dia para que ele pudesse cobrar melhor desempenho dos jogadores. A promessa não foi cumprida pela primeira vez desde que assumiu o comando da equipe alvinegra, mas ele compreende o esforço dos dirigentes. "A diretoria está ciente da necessidade de honrar os compromissos. Enquanto eu perceber que eles estão correndo atrás, vamos dar crédito. Mas, caso contrário, tomaremos algumas posições. Mas acredito que tudo será resolvido na semana que vem", declarou PC Gusmão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.