Botafogo só empata com o Americano no Engenhão

Por causa do tropeço em casa, a equipe saiu de campo no Engenhão sob as vaias de sua torcida

FABIO LACERDA, Agencia Estado

25 de março de 2009 | 22h07

O Botafogo empatou com o Americano por 2 a 2 na noite desta quarta-feira e deixou em aberto as duas vagas às semifinais da Taça Rio no Grupo B, embolando de vez a classificação. Por causa do tropeço em casa, a equipe saiu de campo no Engenhão sob as vaias da torcida. Um dos alvos principais dos torcedores foi o goleiro Renan. O Botafogo atingiu dez pontos, e se prepara agora para o clássico contra o Fluminense, no próximo sábado, no Maracanã.

Veja também:

link Flamengo vence Madureira com três gols de Josiel

tabela Estadual do Rio - Classificação / Calendário / Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O primeiro chute do Botafogo ao gol ocorreu aos dez minutos de jogo. Reinaldo, sumido em campo até o encerramento do primeiro tempo, recebeu passe de Leandro Guerreiro e, de longe, chutou rasteiro para a segura defesa do goleiro Jéferson. Na jogada seguinte, o placar foi aberto no Engenhão. Thiaguinho fez boa jogada individual pela esquerda e chutou para dentro da área. O zagueiro Anderson furou e Victor Simões não perdoou.

O gol sofrido não mudou a postura do Americano. Aos 18 minutos, Fahel recebeu na entrada da área e chutou para fora pelo Botafogo. Sem penetrar na defesa adversária, o Americano chegou ao empate em uma cobrança de falta da intermediária. Ernani chutou forte, a bola resvalou em Victor Simões, que estava na barreira, e ganhou altura suficiente para encobrir Renan.

A partir daí, o ímpeto do Botafogo foi atrapalhado pela ansiedade em busca do gol de desempate. Na melhor chance de colocar os donos da casa à frente no placar, aos 29 minutos, Thiaguinho tocou para Victor Simões e recebeu dentro da área, mas o chute do lateral-esquerdo foi em cima de Jéferson. Aos 36, Victor Simões recebeu de Fahel, chutou cruzado, e a bola saiu rente à trave esquerda.

No segundo tempo, a expulsão de Victor Simões, aos 38 minutos, foi um detalhe em relação ao pênalti não marcado em Kieza, cometido por Juninho, que puxou a camisa do atacante do Americano quando eram decorridos 13 minutos.

Maicosuel fez duas boas jogadas na etapa complementar. A primeira aos 23 minutos. Recuperou uma bola que sairia pela linha de fundo e rolou para a pequena área. Ninguém empurrou para dentro, e Anderson afastou o perigo. Aos 32, fez boa jogada pelo meio, tocou para Reinaldo, que girou rápido e colocou o Botafogo na frente.

Quando parecia que o Botafogo somaria três pontos, Gil cobrou falta para dentro da área, aos 42, e Kieza, de cabeça, desviou para dar números finais à partida. O Americano ainda perdeu um gol com Kim no último minuto de jogo, após um rápido contra-ataque.

BOTAFOGO 2 x 2 AMERICANO

Botafogo - Renan; Émerson (Jean Carioca), Juninho e Leandro Guerreiro; Alessandro, Fahel, Léo Silva (Gabriel), Maicosuel e Thiaguinho; Victor Simões e Reinaldo. Técnico: Ney Franco.

Americano - Jéferson; Élson, Carlão e Anderson; Paulo Henrique, Siller (Kim), Renan, Diego Sales (Cafezinho) e Ernani; Éberson (Gil) e Kieza. Técnico: Toninho Andrade.

Gols - Victor Simões, aos 12, e Ernani, aos 22 minutos do primeiro tempo; Reinaldo, aos 32, e Kieza, aos 42 minutos do segundo tempo.

Árbitro - André Luis Ramos.

Cartões amarelos - Alessandro (Botafogo); Siller, Kieza e Renan (Americano).

Cartões vermelhos - Victor Simões (Botafogo); Gil (Americano).

Renda - R$ 36.841,00.

Público - 2.248 pagantes (2.818 no total).

Local - Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.